Ryan Murphy criará série antológica sobre abusos sexuais em Hollywood

Kevin Spacey e Harvey Weinstein serão temas de episódios

João Abbade Publicado por João Abbade
Ryan Murphy criará série antológica sobre abusos sexuais em Hollywood

O showrunner mais bem pago da televisão, Ryan Murphy, está planejando uma série sobre o movimento #MeToo. Recém contratado pela Netflix com um acordo milionário, Murphy deslanchou sua carreira com a saga musical Glee e já produziu antologias como American Horror Story e American Crime Story. Ele é, atualmente, o homem mais poderoso da televisão norte-americana.

Em um extenso perfil publicado pela revista New Yorker, o produtor revelou que está começando a trabalhar em uma nova série antológica. Intitulada “Consent” (Consentir), o programa terá os moldes de Black Mirror, com cada episódio se focando em uma personalidade e sua história de abuso.

As principais tramas serão, segundo Murphy, os casos de Harvey Weinstein e Kevin Spacey, mas sem tirar o espaço de abordar casos mais gerais relatando problemas amplos e comuns de assédio.

Murphy já é um mestre da antologia — entre suas produções estão Feud, American Crime e American Horror Story. Mas essa será a primeira série antológica com mudanças drásticas de cenário e realidades em cada episódio. Nas suas séries anteriores, o showrunner optou por contar uma história a cada temporada.

A reportagem da New Yorker relata outra ideias de produções de séries de Murphy, como a quarta temporada de American Crime Story, que será sobre Monica Lewinsky — a antiga estagiária da Casa Branca que mantinha relações sexuais com Bill Clinton.

Você pode ler o monumental perfil aqui.