Roteiristas revelam tudo o que ficou de fora de Vingadores: Ultimato e Guerra Infinita

Tinha aparição do Tribunal Vivo, decapitação do Capitão América e muito mais!

Jefferson Sato Publicado por Jefferson Sato
Roteiristas revelam tudo o que ficou de fora de Vingadores: Ultimato e Guerra Infinita

Nesta sexta-feira (19) aconteceu um painel, na SDCC 2019, estrelado por Christopher Markus e Stephen McFeely, dois dos roteiristas de Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, que revelaram detalhes dos bastidores e de passagens que acabaram de fora da história final.

Surpreendente, muita coisa seria diferente na versão original dos roteiros, incluindo a aparição de personagens famosos que foram cortados e até encontros que não foram mostrados. Confira (via /Film e IGN):

[Atenção! Spoilers de Vingadores: Ultimato e Vingadores: Guerra Infinita!]

Batalha de Nova York

No roteiro original, os Vingadores não voltam para a batalha do primeiro filme para buscar as Joias do Espaço e da Mente. No entanto, os irmãos Russo sugeriram esta possibilidade e a ideia acabou ficando.

Tribunal Vivo

Parece loucura pensar agora que já vimos os filmes, mas a batalha contra Thanos mostraria o Titã sendo enviado em uma viagem psicodélica para ser julgado pelo Tribunal Vivo, que o considera culpado por tantos crimes. O vilão, no entanto, notaria que era só uma ilusão do Doutor Estranho e ele voltaria para a realidade. A passagem ficou de fora porque seria muito confusa e quebraria o clima do combate final.

Vingadores mortos em todas as realidades

Numa das versões do roteiro de Ultimato, antes de Thanos viajar no tempo, ele decide matar o tempo eliminando todos os Vingadores da linha temporal dele. Poderíamos ver os corpos dos heróis do outro lado do portal enquanto o Titã o atravessa, carregando a cabeça decapitada do Capitão América de 2012, que ele jogaria aos pés do Capitão América atual. A cena foi considerada muito sombria e poderia traumatizar as crianças.

O arco de Thor era uma porcaria

Sabe como Thor consegue o Stormbreaker em Guerra Infinita? Isso seria totalmente diferente e, segundo os roteiristas, bem ruim. Na versão original, ele conseguiria a arma ao enfrentar uma serpente gigante de Midgard (que supomos ser Jormungandr). Era muito focado em aventura e fazia pouco favor para o desenvolvimento do personagem. Ninguém estava contente com o arco e McFeely ainda disse que qualquer outra produtora teria demitido a dupla, mas que a Marvel compreendia que era apenas o primeiro rascunho e decidiu trabalhar com eles para melhorar.

Hulk inteligente antes da hora

De acordo com os roteiristas, na versão original da história, Bruce Banner e Hulk entrariam em um acordo no final de Guerra Infinita e se tornariam um. No entanto, o tom desta passagem não combinava com o terceiro arco do filme, então eles precisaram mudar o final e explicar o personagem apenas em Ultimato.

Jane Foster e a Joia da Realidade

No roteiro original de Ultimato, existia uma passagem hilária mostrando Rocket tentando explicar (da forma mais desconfortável possível) para Jane que ele precisaria remover o Aether do corpo dela. Infelizmente, a cena foi deixada de lado porque parecia desnecessária.

Steve Rogers e Caveira Vermelha

Muitos fãs ficaram imaginando como foi o encontro do Capitão América ao tentar devolver a Joia da Alma. Os roteiristas pretendiam mostrar este encontro, mas de uma maneira diferente. Na versão original, o herói iria para o espaço e precisaria trabalhar com o vilão para encontrar as Joias do Infinito.

Despedida de Tony

Ao estalar os dedos, o Homem de Ferro originalmente teria muita coisa para dizer. No entanto, Robert Downey Jr. sugeriu que ele não falasse nada. No fim, esta versão funcionou melhor, porque um fim silencioso teria um impacto melhor, já que o personagem era conhecido por falar até demais.

Gamora

Os roteiristas não confirmaram o destino da Gamora alternativa após o estalo de Tony Stark, mas eles dizem acreditar que ela sobreviveu e fugiu. Se isso for verdade, esta história deve ser contada em Guardiões da Galáxia Vol. 3. Vamos torcer.

Várias destas passagens parecem bem interessantes e é uma pena que tenham ficado de fora. Por outro lado, os filmes encerraram muito bem o arco dos heróis, e não é à toa que Vingadores: Ultimato arrecadou mais de US$ 2,7 bilhões na bilheteria. Nos faz questionar o que a Marvel planeja para o futuro.