Robôs da Boston Dynamics estão ajudando médicos a tratarem pacientes remotamente

Com o uso da tecnologia, hospitais podem reduzir o número de profissionais necessários no local

Marina Val Publicado por Marina Val
Robôs da Boston Dynamics estão ajudando médicos a tratarem pacientes remotamente

A Boston Dynamics apresentou há alguns meses o robô Spot, um quadrúpede capaz de abrir portas (veja mais aqui). Agora, ele pode ganhar uma aplicação prática muito mais necessária em tempos de pandemia de coronavírus: telemedicina.

Desde a semana passada, o Brigham And Women’s Hospital of Harvard University tem usado o Spot para fazer triagem de pacientes suspeitos de terem COVID-19. O Robô foi adaptado para carregar um iPad e um rádio comunicador para fazer videoconferência entre profissionais de saúde e o paciente.

Em entrevista ao The Verge, um representante da Boston Dynamics declarou:

Com os atuais protocolos em hospitais locais, pacientes suspeitos de terem COVID-19 fazem uma fila em tendas do lado de fora para responder perguntas e ter aferições iniciais de temperatura. Esse processo requer até cinco profissionais de saúde, colocando esses indivíduos em alto risco de contraírem o vírus. Com o uso de um robô remoto, hospitais podem reduzir o número de profissionais necessários no local e economizar seu suprimento limitado de materiais de proteção.

Com o rádio e o iPad, os médicos podem até falar com pacientes que estão ainda mais longe, em suas próprias casas, mas a Boston Dynamics não pretende parar por aí. Segundo a empresa, a ideia é fazer com que os robôs consigam fazer outras tarefas, como aferição de temperatura e cálculo da frequência respiratória usando tecnologia de câmeras termais, além de estarem desenvolvendo métodos para medir a saturação de oxigênio.

Futuramente, a companhia está pensando em usar o Spot para desinfecção de áreas públicas e hospitais usando luz ultravioleta. O feito não seria inédito e já foi usado em hospitais da China com equipamentos da empresa UVD Robots, a maior diferença seria a escala da desinfecção. Entretanto, a Boston Dynamics avisou que ainda está nos estágios iniciais de desenvolver uma solução para desinfetar grandes áreas públicas com eficiência.