Riot Games pagará US$ 10 milhões em acordo após denúncias de discriminação

Empresa revisou salários e práticas de contratação

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Riot Games pagará US$ 10 milhões em acordo após denúncias de discriminação

A Riot Games, desenvolvedora de League of Legends, concordou em pagar US$ 10 milhões após denúncias de sexismo e disparidade de pagamento por conta de gênero.

A empresa foi processada por duas funcionárias em novembro de 2018 por assédio sexual e padrões de discriminação, afirmando que muitas mulheres não recebiam compensação igualitária. Em maio de 2019, a Riot Games tentou forçá-las à arbitragem privada, o que causou um protesto por parte dos funcionários.

O acordo é de, no mínimo, US$ 10 milhões, e será dividido entre todas as mulheres que trabalharam na empresa de novembro de 2014 até agora, incluindo colaboradoras, e será pago de acordo com o tempo de casa de cada uma.

Além do dinheiro, a Riot Games também se comprometeu a melhorar a cultura da empresa, como melhorar sistemas internos para denúncias. Os salários e práticas de contratação também foram revisados.

A corte ainda precisa aprovar o acordo. As informações são do LA Times.