Richard Jewell | Novo filme de Clint Eastwood é alvo de polêmica

O longa é baseado em uma história real e está sendo acusado de deturpar um dos fatos retratados

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Richard Jewell | Novo filme de Clint Eastwood é alvo de polêmica

Richard Jewell, o novo filme de Clint Eastwood, foi lançado recentemente nos Estados Unidos e as polêmicas já envolvendo a produção já começaram. Uma cena envolvendo a personagem real da jornalista Kathy Scruggs, vivida pela atriz Olivia Wilde,  foi bastante criticada.

Segundo informações do The Hollywood Reporter, há um momento no longa em que Scruggs promete fazer sexo com o agente do FBI Tom Shaw (Jon Hamm) em troca de informações sobre a ameaça de bomba no Centennial Olympic Park, em Atlanta, nos Estados Unidos.

A polêmica surgiu pois não há nenhum indício de que esta tentativa de Scruggs tenha acontecido na vida real, mesmo com a repórter sendo a responsável por identificar Richard Jewell, vivido por Paul Walter Hauser no filme, como um dos suspeitos do atentado.

O THR falou com Kevin Riley, o atual editor do Atlanta Jornal-Contitution, jornal no qual Kathy Scruggs trabalhava, confirmou que leu uma versão do roteiro do filme que já incluía esta cena. Riley afirmou ter feito objeções a ela para os produtores.

“Roteiros passam por muitas revisões. Eu esperei, de boa fé, que eles seguissem um caminho diferente. Esta é uma história naturalmente dramática. Não entendi o porquê de adicionar um detalhe que, além de insultante, é desnecessário. […] Em uma época em que o jornalismo está sendo atacado por todos os lados, é lamentável que um filme caia neste tipo de clichê, reforçando um estereótipo falso. […] É especialmente preocupante ver isso refletido em Hollywood”

Riley disse também que a caracterização de Scruggs é injusta, especialmente porque a repórter não pode se defender – ela morreu em 2001, vítima de uma overdose de remédios.

O novo drama de Clint Eastwood é baseado na história real de Richard Jewell, um homem que achou uma mochila cheia de explosivos enquanto trabalhava nos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta, nos Estados Unidos.

Inicialmente, ele foi tido como um heróis, mas logo se tornou o principal suspeito do caso. Sua casa foi revistada duas vezes pelo FBI e Jewell acabou sendo pintado como um policial frustrado que teria implantado as bombas para atingir a fama.

Richard Jewell chegará aos cinemas dos Estados Unidos no próximo dia 13 de dezembro, deixando a produção qualificada para concorrer ao Oscar e às outras premiações.