Review | Deus Ex Go

Suas maiores armas são paciência e estratégia

Marina Val Publicado por Marina Val
Review | Deus Ex Go

Deus Ex GO é o novo jogo da Square Enix Montréal, responsável também por Hitman GO e Lara Croft GO (e que não tem nada a ver com aquele jogo dos monstrinhos de bolso para celular).

No game, uma nova conspiração está acontecendo e cabe ao humano modificado Adam Jensen impedir que tais planos se concretizem. Diferentemente da versão de console, a história de Deus Ex GO é simples e descartável, mas isso é perdoável considerando a complexidade que o jogo conseguiu alcançar em termos de mecânicas.

photo_2016-08-24_19-20-40

No começo, os objetivos podem parecer bobos, resumidos a ir do ponto A ao ponto B sem ser visto. Porém, conforme as fases progridem e evoluem em dificuldade, é possível ver que mesmo sendo um jogo por turnos, é preciso levar em conta o timing de tudo. O tempo em que cada ação acontece pode ser a diferença entre escapar ileso ou dar de cara com um soldado que te mata em um só golpe.

Morrer faz parte, assim como um longo processo de tentativa e erro para achar o momento certo para hackear robôs, rearranjar caminhos, modificar armadilhas, usar invisibilidade, ou mesmo atacar os inimigos. Também é preciso estratégia para gerenciar as diferentes habilidades que o jogo apresenta da melhor maneira possível e achar o melhor caminho até a saída.

photo_2016-08-24_19-20-33

As regras mudam conforme você avança e novos inimigos aparecem com comportamentos variados e defesas diferentes que são imunes às táticas que você usa nos soldados iniciais. Para superá-los, é preciso calcular muito bem os movimentos no tabuleiro para manipular o posicionamento deles e até mesmo decidir quais deles devem permanecer vivos para serem usados como barreira contra alguma turret ou outra armadilha.

Deus Ex GO não te pega pela mão e não tem um longo tutorial para explicar o que você precisa fazer. Nos níveis mais avançados, a dificuldade atinge um nível que a maior vontade é de arremessar o celular contra uma parede quando você não consegue a solução e morre várias vezes em sequência. Mas, depois que o momento Eureka chega e você encontra a saída, a sensação de ter superado aquele puzzle sem nenhuma ajuda é muito recompensadora.

photo_2016-08-24_19-20-45

Não acredite em nenhuma teoria da conspiração de que é preciso ser um humano melhorado (ou ter jogado os títulos anteriores dessa franquia) para superar os desafios desse jogo. Suas maiores armas são paciência e estratégia.