Reportagem mostra que Amazon descarta milhões de produtos ao ano, atraindo críticas

Cerca de 300 mil produtos são destruídos a cada três meses

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Reportagem mostra que Amazon descarta milhões de produtos ao ano, atraindo críticas

Uma reportagem francesa do canal M6 mostrou que a Amazon descarta milhões de produtos não vendidos todos os anos. A informação é da BBC.

O repórter entrou nas instalações da gigante do varejo com uma câmera escondida, e viu dezenas de produtos não vendidos sendo descartados. A empresa dá aos fornecedores a opção de retirar as mercadorias que não foram vendidas, mas, na maioria das vezes, isso não acontece. “É uma aberração ecológica, econômica e social”, disse Guillaume Cahour, o jornalista que liderou as investigações.

Apesar da reportagem ter se limitado à França, existem indícios que o mesmo acontece nos EUA, no Reino Unido e em outros países em que a Amazon opera. Cahour apurou que cerca de 300 mil produtos novos e intactos foram destruídos em três meses.

Brune Poirson, secretária do ministro de Transição Ecológica e Inclusiva, se mostrou chocada com a denúncia e disse que o parlamento francês vai aprovar, em breve, uma lei que impede esse tipo de conduta. “Empresas como a Amazon não serão capazes de descartar produtos que ainda possam ser usados”, disse.

A Amazon se pronunciou, dizendo que dá aos fornecedores a opção de retirar os produtos não vendidos, e que faz de tudo para minimizar a quantidade de mercadorias destruídas, apontando que fez parcerias com instituições de caridade como o Solidarity Giving e o Food Bank.

Cahour descobriu que a destruição dos produtos acontece porque é caro demais para os fornecedores manterem as mercadorias nos depósitos da Amazon, e que a empresa não acha vantajoso enviar as caixas de volta para seus locais de origem.