Quibi | Conheça o serviço de streaming exclusivo para celular

Com produções de até dez minutos, a plataforma terá conteúdos exclusivos de Steven Spielberg, Sam Raimi e mais

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Quibi | Conheça o serviço de streaming exclusivo para celular

Uma nova plataforma entrará  no mercado de streaming para brigar com as gigantes do setor: o Quibi chegará em abril deste ano nos Estados Unidos. Mas, esse não é apenas mais um serviço de vídeos a se juntar aos diversos que já existem: a intenção deles é inovar o consumo de conteúdo por meio de aparelhos móveis.

O que é?

Meg Whitman, CEO do Quibi, em apresentação durante o CES 2020

A plataforma disponibilizará produções exclusivas para celulares e seus conteúdos serão de curta duração, com no máximo dez minutos cada um deles.Um dos motivos do Quibi ter chamado tanta atenção é o fato de muitos nomes importantes da indústria do entretenimento terem se juntado à iniciativa. O ex-presidente da Disney e cofundador da Dreamworks, Jeffrey Katzenberg, é um dos seus idealizadores ao lado de Meg Whitman, CEO da empresa que já foi presidente do Ebay e da HP. Com isso, empresas como a Sony Pictures, Warner Bros, MGM e a Disney investiram cerca de US$ 1 bilhão para criar o Quibi, segundo informações do Engadget.

O que significa?

O nome Quibi é derivado da expressão “quick bites” do inglês, algo como “mordidas rápidas” ou “mordiscadas”, em tradução livre para o português.

A ideia por trás da marca é a de sanar a vontade de entretenimento por meio do celular, com conteúdos produzidos já pensados neste formato, para momentos corriqueiros do dia a dia, como a fila do banco, o transporte público, entre outros.

Diferencial

Se pensarmos friamente no que já temos disponibilizado no mercado, o Quibi pode parecer uma ideia ultrapassada, afinal é possível assistir a títulos da Netflix, Amazon Prime Video, Apple TV+, e todas as outras em um smartphone ou no tablet.

Segundo o Gizmodo, durante o painel de apresentação do Quibi no CES 2020, em Las Vegas, Meg Whitman explicou que este é justamente o caso.

Tudo o que temos acesso hoje são filmes e programas desenvolvidos para outras telas, mas que são ‘achatados’ para caber nos smartphones.

Então, o Quibi foi criado para justamente proporcionar um conteúdo de alta qualidade para ser consumido em uma tela pequena, de celular.

Para isso, o serviço se preocupou com a maneira que o usuário assistirá às produções e otimizou o recurso de virar a tela, portanto, será possível manter o celular na deitado – na horizontal – ou de pé – na vertical. A tecnologia utilizada nesta função não distorce ou engasga o modo de ver a história.

Grandes nomes da indústria

Além de grandes empresas e executivos, o Quibi também agradou importantes produtores de conteúdo, como foi o caso de Steven Spielberg. O cineasta criou a série de terror After Dark, que será lançada na plataforma com ainda mais um diferencial: como todos os títulos são desenvolvidos direto para o celular, o serviço se utiliza também do GPS do aparelho; com isso, é possível identificar além do local, mas o horário o qual o conteúdo está sendo assistido. Assim, o título desenvolvido por Spielberg, por exemplo, só poderá ser acessado durante a noite (uma brincadeira com o After Dark, que seria algo como “Depois que Escurecer”).

Kristen Bell, Tracy Morgan e Jennifer Lopez estão na produção Thanks a Million, uma espécie de reality show em que celebridades doam US$ 100 mil para uma pessoa que teve um impacto positivo em sua vida. Quem receber, terá que seguir com a ação e doar metade para alguma outra pessoa, e assim continuar a corrente.

Sam Raimi também terá uma produção dentro da plataforma: 50 States of Fear, um antologia de terror com grande elenco: Rachel Brosnahan (Maravilhosa Sra. Maisel), Travis Fimmel (Vikings), Christina Ricci (A Família Addams), Ming-Na Wen (Agents of SHIELD), Jacob Batalon (Homem-Aranha: Longe de Casa), Asa Buttefield (Sex Education) e Taissa Farmiga (American Horror Story).

Justin Roiland, cocriador de Rick and Morty ao lado de Dan Harmon, está trabalhando em uma nova série para o Quibi chamada Gloop World: uma animação stop-motion que conta a história de Bob Roundy e Funzy, dois colegas de quarto que vivem em um mundo chamando Gloop.

Guillermo del Toro, Eva Longoria, Darren Cris e Reese Witherspoon também já firmaram contrato com a empresa.

O Quibi também apresentará produtos de notícia e já fechou parcerias com a NBC, BBC, TMZ e Warner Channel.

Acesso

A princípio, o usuário terá duas opções para utilizar o Quibi: ele pode pagar US$ 7,99 mensais e ter acesso a todo o conteúdo sem propaganda, ou desembolsa US$ 4,99 por mês e a cada uma hora ter 2,5 minutos de comerciais.

O Quibi chegará aos Estados Unidos no dia 6 de abril de 2020 e ainda não tem previsão de ser lançado no Brasil.