Quentin Tarantino considera adicionar novas cenas a Era Uma Vez em Hollywood

Depois da exibição em Cannes, diretor pretende deixar o filme de 2 horas e 39 minutos ainda mais longo

João Abbade Publicado por João Abbade
Quentin Tarantino considera adicionar novas cenas a Era Uma Vez em Hollywood

Apesar de já ter apresentado seu nono filme no Festival de Cannes, Quentin Tarantino pretende ainda se debruçar sob Era Uma Vez em Hollywood e revisar a montagem do longa. Apesar de ter robustas 2 horas e 39 minutos, Tarantino não desconsidera acrescentar novas cenas a produção. Os críticos que assistiram ao longa em Cannes, no entanto, não concordam com o diretor: a grande maioria das resenhas ressaltam que a montagem é extensa e poderia ser enxugada sem perder qualidade ou conteúdo. Tarantino não concorda.

“Eu não tiraria nada do filme. Vou explorar a possibilidade de colocar coisas de voltas, porque eu queria vir a Cannes com algo enxuto”, ponderou o cineasta em entrevista ao IndieWire.

A distribuidora do filme, a Sony Pictures, não é contra a ideia de Tarantino mudar a montagem do seu longa para a estreia em agosto. “É o filme dele. Nós somos privilegiados de estar ao lado do Tarantino nessa jornada, mas o filme é dele. Essa decisão está exclusivamente na mão dele”, ressaltou o chefe da Sony, Tom Rothman.

Não sabemos quais cenas exatamente podem ser adicionadas no corte final de Era Uma Vez em Hollywood, mas o IndieWire ressalta que muitas cenas com Al Pacino e Scoot McNairy foram removidas e podem entrar na nova versão para aumentar o escopo dos personagens.

Diferente de todos os outros filmes de Quentin Tarantino desde Jackie Brown, o roteiro de Era Uma Vez em Hollywood (ainda) não vazou na internet. Por conta disso os detalhes sobre a trama são mais escassos do que em produções anteriores e o próprio diretor escreveu uma carta pedindo que ninguém dê spoilers do seu filme.

Os dois protagonistas serão Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) — um ator que viveu seus anos de glória em séries de faroeste na TV americana — e Cliff Booth (Brad Pitt), o dublê e melhor amigo de Dalton. Ambos estão na pior fase de suas carreiras e não conseguem empregos na indústria cinematográfica após a queda do gênero de faroeste. Mas Dalton tem uma vizinha famosa que pode ajudar a mudar todo esse panorama e alavancar suas carreias. Essa vizinha é a atriz Sharon Tate (Margot Robbie), que acabaria sendo morta naquele mesmo ano pelo culto do psicopata Charles Manson.

Estes são os personagens principais do filme, mas a trama em si segue nebulosa mesmo após a divulgação do primeiro trailer. Por conta de todo este mistério, o próprio Quentin Tarantino pediu que ninguém dê spoilers da trama após a exibição quase coisa meses antes da estreia oficial. 

Além dos três protagonistas, Dakota Fanning (The Alienist), Kurt Russell (Guardiões da Galáxia vol. 2), Luke Perry (Riverdale), Al Pacino (Poderoso Chefão) e Tim Roth (Oito Odiados) compõe o fortíssimo elenco de apoio do filme.

Era Uma Vez Em Hollywood está definido para estrear em circuito comercial nos Estados Unidos no dia 26 de julho de 2019. Já no Brasil, a estreia fica para o dia 15 de agosto.