Quem é a revelação do segundo episódio de Loki

Surpresa que encerra episódio desta quarta-feira (16) confirma suspeitas e aponta caminhos interessantes

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Quem é a revelação do segundo episódio de Loki

O segundo episódio de Loki confirmou que uma das teorias de fãs estavam corretas. No capítulo de estreia, o agente Mobius informa o vilão vivido por Tom Hiddleston que a Autoridade de Variação Temporal está caçando um outro Loki. Contrariando as expectativas de que o mistério seria prolongado pelo resto da temporada, a produção do Disney+ revelou nesta quarta-feira (16) quem é o grande inimigo da AVT. Além de confirmar suspeitas, esse momento apontou caminhos interessantes para o novo sucesso da Marvel.

[Atenção! A partir de agora, spoilers do segundo episódio de Loki]

Após descobrir que o outro Loki que está bagunçando a linha do tempo sagrada se esconde em apocalipses, o personagem vivido por Hiddleston leva a AVT até uma catástrofe destinada a acontecer no futuro. Lá acontece um encontro entre os Deuses da Trapaça e descobrimos que a agência está caçando uma versão feminina do vilão. Interpretada por Sophie Di Martino, essa é a estreia em live-action da versão que ficou conhecida entre os fãs como Lady Loki.

Sim, Lady Loki já é uma personagem querida pelos leitores porque é figura carimbada nas HQs. Essa versão de Laufeyson foi apresentada pela primeira vez durante a elogiada fase de J. Michael Straczynski e Olivier Coipel nas revistas do Thor. Chamado O Renascer dos Deuses, o arco acontece logo após o Ragnarök, que acabou com Asgard devastada e parte dos deuses mortos.

No quadrinho, o Filho de Odin restabelece Asgard na Terra como um pequeno povoado que sobrevoa o estado de Oklahoma. Ao mesmo tempo, ele parte em uma jornada para “acordar” os Asgardianos que acabaram mortos. Isso porque como os deuses não podem morrer de verdade, então eles encarnaram em corpos humanos. Nesse caminho, ele chega a um cativeiro no deserto, onde Heimdall sentiu “uma escuridão crescendo”.

A revelação de Lady Loki na HQ do Thor (Divulgação/Marvel)
A primeira aparição de de Lady Loki nas HQs

Após lutar contra uma versão do Destruidor e libertar os prisioneiros, Thor acredita ter libertado Lady Sif, já que em sua frente está uma bela jovem. Acontece que, na verdade, é Loki reencarnado no corpo que deveria ser da guerreira. Essa mudança começa como mais uma das suas trapaças, mas Laufeyson se sente confortável e mantém a forma feminina por muito tempo.

Como Lady Loki, ela promete a Thor que abandonou os truques e que pretende utilizar essa nova vida como um recomeço. Dizendo que concluiu o propósito de trazer o Ragnarok, ela agora quer simplesmente ser livre e feliz. Para a surpresa de ninguém, se trata de uma mentira e Loki passa a agir contra o Deus do Trovão e também os demais heróis da Terra, chegando a fazer parte de um grupo de supervilões chamado A Cabala.

Namor, Emma Frost, Doutor Destino, Norman Osbourn e Capuz em uma reunião da Cabala (Divulgação/Marvel)
Lady Loki na primeira reunião da Cabala

Após devolver o corpo da hospedeira para Lady Sif, Loki chegou a mudar para a forma feminina algumas vezes – uma delas inclusive para se passar pela Feiticeira Escarlate e enganar os heróis em Poderosos Vingadores. A partir daí, diversos quadrinhos desenvolveram Loki como um personagem gênero-fluído, assim como nas lendas da mitologia nórdica. Sua forma feminina apareceu também em HQs como Pecado Original e Loki: Agente de Asgard.

O que a chegada de Lady Loki representa ao MCU?

A chegada da Lady Loki no MCU deixa alguns caminhos interessantes para o futuro. Em primeiro lugar, é possível que a temporada chegue ao fim com dois Lokis pelo universo Marvel. Isso daria a chance da variante de Tom Hiddleston seguir seu caminho como anti-herói ao mesmo tempo em que a versão de Sophie Di Martino assume o papel de vilã que amamos odiar.

Outra possibilidade é que se tornar Lady Loki seja, de fato, a próxima etapa na jornada do personagem. Parece pouco provável que Hiddleston deixe o papel tão cedo, mas não seria de se estranhar se o personagem adotasse oficialmente um corpo feminino em suas próximas aparições nos filmes e séries Marvel, assim como fez nos quadrinhos.

Independente do caminho que a Marvel decida seguir com a nova versão do vilão, sua apresentação abre possibilidades interessantes e mostra que ainda há espaço para esquemas e trapaças em seu universo.

Capa da HQ Thor #600 (Divulgação/Marvel)
Lady Loki em destaque em arte da HQ do Thor

Os episódios de Loki são publicados às quartas-feiras no Disney+.

Mais notícias