Plantão dos esports: Brasil é bicampeão do Rift Rivals e fica fora das finais de CS:GO

mibr, NTC e Furia saem dos torneios de CS:GO ainda na fase de grupos

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Plantão dos esports: Brasil é bicampeão do Rift Rivals e fica fora das finais de CS:GO

O final de semana foi dominado pelo League of Legends e pelo CS:GO: tivemos o Rift Rivals, a “Libertadores” do LoL, que colocou os times da América Latina para se enfrentarem, e a ESL One Cologne, um dos maiores campeonatos de CS:GO do ano.

Counter-Strike: Global Offensive

No CS:GO tivemos dois campeonatos acontecendo simultaneamente: a ESL One Cologne e o Americas Minor Championship – London 2018.

A ESL One Cologne teve a participação da Team Liquid e da mibr, mas ambas foram eliminadas antes mesmo da fase presencial do torneio. A mibr chegou até o último round da chave losers acabou perdendo para a BIG por 2-1, mas e foi eliminada do torneio sem chegar a subir ao palco. Vale lembrar que os jogadores da mibr, que atuavam pela SK Gaming, venceram as edições de 2016 e 2017 da competição.

Nesse ano, a final foi diferente. Além de não ter os brasileiros, a grande final do torneio contou com duas zebras: a Natus Vincere e a própria BIG. Os dois times vieram da chave losers e desbancaram a Astralis e a FaZe Clan, que conquistaram bons resultados em torneios passados.

A Na’Vi começou na frente em Overpass, e a BIG empatou a série em Dust II, mas depois o time ucraniano conseguiu vencer Train e Inferno, terminando a série em 3-1 e conquistando o título de campeões.

No Minor das Américas, tivemos dois times brasileiros para torcer, e, infelizmente, os dois caíram na fase de grupos. Tanto a NTC — equipe de fnx, bit, felps, chelo e kng — quanto a Furia eSports — de spacca, yuurih, arT, VINI e kscerato — foram eliminadas na primeira etapa do torneio, saindo cedo da disputa pela vaga do FACEIT Major: London 2018.

O Americas Minor ChampionshipLondon 2018 acontece entre os dias 7 e 11 de julho e dá duas vagas para o Major de Londres.

League of Legends

Se no CS:GO (e na Copa!) foi só tristeza, no LoLzinho o Brasil representou muito bem o país e conquistou o bicampeonato do Rift Rivals.

Depois de uma estreia conturbada, a Vivo Keyd e a KaBuM, representantes brasileiras no torneio, conseguiram a classificação direta para a final e esperaram o resultado entre LAS e LAN, ambos servidores latino-americanos.

A disputa foi acirrada, mas a CLS (LAS) conseguiu a vaga para a final e enfrentou os brasileiros em uma md5. A Vivo Keyd conseguiu abrir a série com uma vitória, e a KaBuM venceu o segundo jogo, mas a KLG reagiu e venceu a terceira partida, dificultando um pouco a vida dos brasileiros. A quarta partida foi para testar o coração da torcida: teve roubo de Barão, troca de liderança e fortes emoções, mas a KaBuM venceu a Rebirth e conquistou o bicampeonato do Rift Rivals.

Confira a final na íntegra:

Com o fim do Rift Rivals, a segunda etapa do CBLoL volta a acontecer no dia 21 de julho.