Peça Nerd volta com Clube dos Cinco – A Peça em Porto Alegre!

Com texto e direção de Bob Bahlis e trilha sonora assinada pela banda Tequila Baby, a peça que lotou teatros em 2011 e 2012 volta em cartaz, agora na Terceira Mostra Tragicômica de Teatro, com apresentações nos dias 17,18 e 19 de maio – 20h- na sala 504 da Usina do Gasômetro Assistida por mais de […]

Divulgação Publicado por Divulgação
Peça Nerd volta com Clube dos Cinco - A Peça em Porto Alegre!

ads_cd5

Com texto e direção de Bob Bahlis e trilha sonora assinada pela banda Tequila Baby, a peça que lotou teatros em 2011 e 2012 volta em cartaz, agora na Terceira Mostra Tragicômica de Teatro, com apresentações nos dias 17,18 e 19 de maio – 20h- na sala 504 da Usina do Gasômetro

Assistida por mais de milhares pessoas em 2011 e 2012 em salas de teatro lotadas, a peça “O Clube dos Cinco” volta em cartaz, agora na Terceira Mostra Tragicomica de Teatro, com apresentações de 17 a 19 de maio na sala 504 da Usina do Gasômetro, sempre às 20h.

Em uma livre adaptação de Bob Bahlis do clássico filme cult da década de 1980, The Breakfast Club, a peça “O Clube dos Cinco” encena um dia na vida de cinco adolescentes que estudam na mesma escola, mas nunca se falaram. Por terem cometido algo muito errado, os alunos ficam detidos durante um sábado inteiro em um programa antibullying do colégio com a tarefa de redigir um texto sobre o que pensam sobre si mesmos.

Trazendo a história para os dias de hoje e cortando personagens secundários, Bob Bahlis mostra como o aluno rebelde, a patricinha, a esquisita, o atleta e o CDF, que inicialmente se detestavam, acabam se conhecendo melhor e dividindo seus dramas pessoais. É uma comédia dramática que aborda com uma linguagem bem característica do adolescente a maneira como o mesmo realiza o seu autoconhecimento e, através dele, constrói uma diversidade cultural em que as diferenças devem ser respeitadas e socializadas.

Apesar de ser uma narrativa criada nos anos 1980, a adolescência continua a mesma e mostra que apesar das diferenças entre aqueles jovens, seus potenciais e fraquezas, é ela que faz o grupo acontecer e existir. Assim, a peça traz questões que vivem no interior de cada jovem: autoridade contestada, respeito, relações afetivas, depressão, perdas, sexualidade, identidade de grupo, bebida, referência do adulto como base para uma estrutura psíquica saudável, reconhecimento, medos, expectativas, angústias, autoestima, inseguranças, pressões da vida adolescente, amores, ilusões e sonhos.

No elenco da peça estão Beto Mônaco (o professor), Pingo Alabarce (o aluno rebelde), Saulo Aquino (o CDF), Martha Brito (a patricinha), Gabriel Ditelles (o atleta) e Mariana Del Pino (a estranha). A trilha sonora da peça é assinada pela Tequila Baby e inclui canções inéditas da banda. A coreografia é de Thais Petzhold e a iluminaçãoo de Marga Ferreira. O texto e a direção do espetáculo teatral são de Bob Bahlis.

FICHA TÉCNICA

Direção e texto: Bob Bahlis

Elenco:

Pingo Alabarce

Saulo Aquino

Martha Brito

Gabriel Telles

Mariana Del Pino

Beto Mônaco

Coreografias: Thais Petzhold

Iluminação: Marga Ferreira

Trilha Sonora: Tequila Baby

BOB BAHLIS – DIRETOR: Tem larga experiência em produção e direção de programas de TV e de rádio. Em seu currículo está o programa de auditório “Bob Pop Show”, as peças adultas “Homens e Dez Quase Amores” (baseada na obra homônima de Claudia Tajes), “Stand Up Drama”, ”Morgue” e a infantil “Filhote de Cruz Credo” (baseada na obra homônima de Fabrício Carpinejar). É um dos diretores que mais acredita e aproveita o trabalho de jovens atores e os leva para o palco.

THAIS PETZHOLD – COREÓGRAFA: Thais Petzhold é atuante na cena cultural desde 1990. Foi coordenadora do Núcleo Cultural Tony Petzhold (1997/2004) onde a prioridade era a formação e produção em dança e teatro. Ganhadora do Prêmio Açorianos de Dança – melhor bailarina 1994 e 2009. Com formação em dança clássica aliada a uma vasta experiência em outros estilos de dança e técnicas de movimento, além de linguagem e interpretação teatral, tem seu trabalho baseado na linguagem da dança contemporânea e sua interface com outras artes, elementos da natureza, arquitetura, cotidiano, filosofia e ciência. É coordenadora de grupo de pesquisa que focaliza a sensibilidade, o experimento corporal e sua apropriação como ponto de partida para um Estar mais consciente, criativo e amplo. Caminho que vai sendo construído por experiências individuais e coletivas compartilhadas e pelo reconhecimento do transitório.

TEQUILA BABY – TRILHA SONORA: Com milhares de fãs e hoje com 16 anos de estrada, a Tequila Baby é uma banda que se tornou ícone do punk rock nacional. Ao longo da carreira são 7 discos, sendo cinco de estúdio, dois álbuns ao vivo e 1 DVD, que foi feito em parceria com um grande ídolo da banda, Marky Ramone, ex baterista dos Ramones. A Tequila Baby já fez shows ao lado de bandas mundialmente consagradas como, The Offspring, Bad Religion, NOFX, Shelter e Marky Ramone & Intruders. A Tequila, como é chamada carinhosamente pelos fãs, já recebeu vários prêmios. O mais recente a banda recebeu do site Rock Gaúcho, a música ‘Velhas Fotos”, presente em seu segundo álbum “Sangue, ouro e pólvora” e nas gravações ao vivo recebeu o prêmio de “Melhor Música do Rock Gaúcho de todos os tempos”. Apenas dois meses após o lançamento do seu álbum, “Lobos Não Usam Coleira” a banda também teve a grata surpresa de receber o título de “Melhor álbum de Banda Gaúcha”, através de votação do público em enquete promovida pelo site ClicRBS. Com suas músicas sendo incluídas  em trilhas sonoras de filmes, programas de TV e até em desenhos animados, a banda já soma mais de 150.000 discos vendidos e mais de 1.000 apresentações realizadas pelo país. A Tequila Baby continua fazendo shows por todo país e está compondo as músicas para o seu oitavo álbum. Tequila Baby é: Duda Calvin – vocal, James Andrew – guitarra, Davi Pacote – baixo , Rafael Heck – bateria.

SERVIÇO

O Clube dos Cinco – A Peça

Dias 17, 18 e 19 de maio

Sexta, sábado e domigo, às 20h

Sala 504 – Usina do Gasômetro (Av. Presidente João Goulart, 551)

Duração: 60 minutos

Classificação: 14 anos

Ingressos no local uma hora antes da sessão (apenas 50 lugares)

R$ 20,00

(50% de desconto para estudantes, idosos,  classe artística, professores e alunos
da Cômica Cultural)