Paulo Gustavo, de Minha Mãe É Uma Peça, morre aos 42 anos

Ator estava internado há quase dois meses em decorrência da COVID-19

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Paulo Gustavo, de Minha Mãe É Uma Peça, morre aos 42 anos

O ator Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, em decorrência da COVID-19, o novo coronavírus. O humorista estava internado no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, desde o dia 13 de março, e foi intubado oito dias depois.

No último domingo (2), Paulo Gustavo chegou a apresentar melhoras significativas em seu quadro e até mesmo interagiu com os médicos e com a família. No entanto, sofreu uma embolia pulmonar durante a noite do mesmo dia.

Na tarde desta terça-feira, um comunicado emitido pela equipe que cuidava do ator no hospital afirmou que seu quadro era irreversível, mas ainda apresentava sinais vitais. Depois, ele apresentou piora e sua morte foi confirmada às 21h12.

O ator nasceu em Niterói, no dia 30 de outubro de 1978, e estudou atuação na Casa das Artes das Laranjeiras. Em 2004, quando participou da peça O Surto, Paulo Gustavo apresentou pela primeira vez Dona Hermínia, uma homenagem à própria mãe, Déa Lúcia. A personagem se tornou um dos seus maiores sucessos, com uma peça e três filmes focados nela.

Dona Hermínia, vivida por Paulo Gustavo

A trilogia Minha Mãe É Uma Peça se iniciou em 2013 e o último longa, lançado em 2020, quebrou o recorde de maior arrecadação da bilheteira brasileira, com R$ 182 milhões.

O ator também estrelou outras comédias, como Minha Vida em Marte e Os Homens São de Marte… e é para lá que eu vou.

Paulo Gustavo deixa o marido, Thales Bretas, e dois filhos. As informações são do G1.

Mais notícias