Patty Jenkins diz que estreia no HBO Max foi “prejudicial” para Mulher-Maravilha 1984

Diretora afirma que faz filmes para as telonas e declara que não faria filmes para a Netflix

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Patty Jenkins diz que estreia no HBO Max foi

A diretora Patty Jenkins voltou a falar sobre a escolha da Warner de lançar Mulher-Maravilha 1984 simultaneamente nos cinemas e no HBO Max, nos EUA.

Durante painel na CinemaCon, a cineasta afirmou que lançar a nova aventura da heroína da DC no streaming “foi prejudicial para o filme”. Afirmando que sabia que isso aconteceria, a cineasta disse que foi uma “experiência de partir o coração”:

“Foi a melhor escolha entre um punhado de más escolhas, na época.”

Jenkins fez questão de afirmar que faz “filmes para a experiência nas telonas” porque não acredita que a experiência no streaming seja a mesma de uma sala de cinema. Questionada sobre a possibilidade de dirigir um filme para a Netflix caso a plataforma garanta um lançamento em janela reduzida, ela negou:

“Não farei. Gosto de trabalhar com a Netflix para televisão. Não vou fazer um filme lá ou em qualquer serviço de streaming nesses termos. É difícil vender um filme quando tem exibição limitada.”

As informações são do Deadline e do CB.

Patty Jenkins não é a única diretora contrária ao lançamento simultâneo dos filmes nos cinemas e no HBO Max. Christopher Nolan chamou a estratégia de “uma bagunça imensa” e Denis Villeneuve afirmou que assistir Duna pela TV é “ridículo”.

Mulher-Maravilha 1984 está disponível para streaming.

Mais notícias