Patty Jenkins, de Mulher-Maravilha, recusou dirigir Liga da Justiça

A cineasta alegou que eram "muitos personagens"

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Patty Jenkins, de Mulher-Maravilha, recusou dirigir Liga da Justiça

A diretora de Mulher-Maravilha e Mulher-Maravilha 1984, Patty Jenkins, revelou ter sido convidada para dirigir o longa da Liga da Justiça, mas acabou recusando a oferta.

Em entrevista à revista francesa Premiere, Jenkins explicou que a Warner chegou a oferecer a produção à diretora, que acabou recusando por considerar o filme com muitos personagens. A cineasta tinha sido questionada sobre diferentes heróis compartilharem o mesmo universo cinematográfico. Com informações do Comic Book.

Ao contrário de outros diretores, eu não me importo com universos compartilhados, continuidade, este tipo de detalhe. Eu fui contatada para fazer um filme de Liga de Justiça no passado e não conecta comigo. Muitos personagens.

O filme acabou sendo comandado por Joss Whedon, que entrou no projeto depois da saída de Zack Snyder.

Liga da Justiça estreou em 2017 e arrecadou cerca de US$ 657 milhões em bilheteria, de acordo com o Box Office Mojo. A versão de Zack Snyder – o famoso Snyder Cut  – chega em algum momento de 2021 ao serviço de Streaming HBO Max.