Oscar 2019 | Saiba mais sobre os filmes indicados que nunca chegaram ao Brasil

Algumas produções não têm previsão de lançamento por aqui ou só chegam depois da cerimônia

João Abbade Publicado por João Abbade
Oscar 2019 | Saiba mais sobre os filmes indicados que nunca chegaram ao Brasil

Apesar de ser o ápice da discussão cinematográfica durante o ano, uma boa parte dos filmes indicados ao Oscar acaba não sendo exibido oficialmente no Brasil. Além de vários filmes chegarem com grande atraso (Green Book: O Guia, por exemplo, saiu nos EUA em novembro de 2018, e chegou ao Brasil em janeiro de 2019), muitos sequer são lançados.

No Oscar 2019, 33 produções estão concorrendo nas 21 categorias que premiam os maiores filmes do circuito. De todos estes filmes, oito ainda não estrearam no Brasil — entre eles, alguns indicados a Melhor Animação, Melhor Fotografia e Melhor Documentário. Ao todo, quase um quarto (24,2%) dos indicados não serão exibidos no nosso país até a cerimônia de premiação.

Mirai

Mirai é uma espécie de conto de fadas, que mistura viagem no tempo e fantasia, além de apostar na força das relações familiares. A animação japonesa acompanha um garotinho que encontra um jardim mágico onde ele pode viajar no tempo. O jovem acaba conhecendo vários dos seus ancestrais e é guiado pela sua irmã Mirai, que vem do futuro.

O filme foi desenvolvido pelo Studio Chizu e dirigido pelo japonês Mamoru Hosoda (Crianças Lobo e A Garota que Conquistou o Tempo). Foi indicado para Melhor Animação e não tem previsão de estreia no Brasil.

Veja o trailer:

Never Look Away

Never Look Away acompanha trinta anos das paixões de um artista alemão no pós-guerra e as preocupações de um médico que desaprova o relacionamento da sua filha com o artista.

Com ódio do seu novo genro, o famoso médico pretende fazer de tudo para acabar com relação. Nesse processo, eles descobrem que o destino de todos já estava conectado por um crime cometido pelo doutor que fazia parte do regime nazista.

O filme é dirigido por Florian Henckel von Donnersmarck, de O Turista. Foi indicado para Melhor Fotografia e Melhor Filme Estrangeiro, mas não tem previsão de estreia por aqui.

Veja o trailer:

Duas Rainhas

Um dos únicos filmes com previsão para chegar ao Brasil pela Universal Pictures, Duas Rainhas conta a história de Maria da Escócia, a monarca que era casada com Francisco II, o rei da França, que acabou sendo assassinado em condições misteriosas.

Depois de se tornar viúva, ela se casa com o possível suspeito do atentado, sendo criticada tanto pela Igreja Católica como pelos Protestantes — o que culminou na abdicação do seu reinado, que foi ocupado por Elizabeth I.

O drama histórico é protagonizado por Margot Robbie e Saoirse Ronan. O filme é a estreia de Josie Rourke na direção. Duas Rainas foi indicado a Melhor Figurino e Melhor Maquiagem e Visagismo. Tem estreia marcada para 4 de abril.

Confira o trailer:

Border

Border é um filme sueco de fantasia baseado em um livro-ensaio escrito por John Ajvide Lindqvist. O longa mostra uma fiscal de aeroporto que é atingida por um raio. O disparo elétrico causa uma enorme deformação no seu rosto, ao mesmo tempo que ela adquire uma habilidade especial: “ler pessoas” e descobrir quem cometeu crimes.

O poder é muito útil para o seu trabalho, até que ela encontra uma pessoa que sua intuição diz ter cometido crimes, mas não existem provas para incriminá-lo. Depois desse incidente, ela passa a questionar seu dom, ao mesmo tempo em que fica obcecada em descobrir qual o verdadeiro segredo desse cara.

O filme é dirigido pelo iraniano Ali Abbasi, de Shelley. Indicado a Melhor Maquiagem e Visagismo. Sem previsão de estreia.

Assista ao trailer:

Além destes, quatro dos cinco documentários indicados não foram lançados no Brasil. Três deles ainda estão no limbo e apenas um tem previsão para ser chegar ao país com exibição diretamente para a TV. Enquanto o filme de escalada Free Solo será exibido pelo canal National Geographic em março, o documentário No Interior do Alabama: A Vida em Hale County está disponível no serviço de streaming Philos — que é dedicado a documentários. Os três longas de não-ficção que não têm representação no Brasil são: Minding the Gap, Of Fathers and Sons RBG.

Minding the Gap aborda a cultura de jovens americanos que se conheceram pelo amor ao Skate; Of Fathers and Sons trata do jihadismo radical e sobre como é crescer como um jovem no califado islâmico; por fim RBG fala sobre a vida de Ruth Bader Ginsburg, a segunda mulher a jamais ocupar uma cadeira na suprema corte americana.

No âmbito da ficção, um dos filmes indicados a Melhor Roteiro Original, Fé Corrompida (First Reformed) quase não chegou a tempo para o Oscar. O longa realizado pela produtora independe A24 não chegou aos cinemas brasileiros, mas foi disponibilizado em 16 de fevereiro (uma semana antes da premiação) nas plataformas digitais de aluguel de filmes.

A cerimônia acontece em 24 de fevereiro.