O Conto da Aia ganha edição à prova de fogo em protesto contra censura

Versão será leiloada e lucro será repassado a entidade que luta por liberdade de expressão

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila

A editora Penguin Random House lançou uma edição à prova de fogo de O Conto da Aia, de Margaret Atwood. Mais do que uma versão de luxo para colecionadores, a nova publicação do livro que inspirou a série The Handmaid’s Tale é um protesto contra a censura.

Preocupada com o crescimento no número de obras literárias que sofrem censura nos Estados Unidos e no mundo, a empresa criou uma versão incombustível do livro e a colocou para leilão. O lucro será repassado à Pen America, organização sem fins lucrativos que defende a liberdade de expressão nos EUA.

Conscientes de que o destino de muitos livros censurados é a destruição pelo fogo, a editora criou uma edição em materiais à prova de fogo. Para testar a durabilidade do produto, a Penguin convidou a própria Margaret Atwood, que usou um lança-chamas para tentar queimar o exemplar e falhou. Confira o vídeo acima.

Os interessados podem dar lances no site da Sotheby’s até 7 de junho. Até a publicação desta nota, a maior oferta é de US$ 55 mil (aproximadamente R$ 265.330,00).

Publicado em 1985, O Conto da Aia inspirou a série The Handmaid’s Tale, que ganhará uma quinta temporada em breve. Em 2019, o livro ganhou uma sequência, chamada Os Testamentos. Os dois títulos foram publicados no Brasil pela Rocco.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1