Netflix pode perder 4 milhões de usuários em 2020, aponta estimativa

Os novas plataformas de streaming são uma ameaça para a empresa

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Netflix pode perder 4 milhões de usuários em 2020, aponta estimativa

Uma estimativa feita pela Bloomberg aponta que a Netflix pode perder até quatro milhões de assinantes em 2020, e isso aconteceria graças às novas plataformas de streaming que estão chegando ao mercado. As informações são do Screen Rant.

Um dos grandes problemas enfrentado pela plataforma é o valor que os outros streamings estão cobrando pelos seus planos, pois são mais baixos que os da Netflix. Assim, a Bloomberg entende que esses “iniciantes” serão o que eles chamam de “Netflix killers”, algo como “assassinos da Netflix”.

A gigante do streaming não teve problemas até então em atrair e manter os seus assinantes; ela até chegou a ter uma queda de usuários durante o segundo bimestre de 2019, mas os números voltaram ao normal durante o terceiro. Em setembro, a empresa confirmou ter chegado aos 160 milhões de usuários mundialmente, sendo 60 milhões apenas nos Estados Unidos.

Atualmente, em território norte-americano, o preço da assinatura da Disney+ é de US$ 6,99 por mês, enquanto a Apple+ é ainda mais barata, US$ 4,99. A Netflix tem trabalho com o valor de US$ 8,99 em seu plano mais barato, podendo chegar até mesmo aos US$ 15,99; no Brasil, o preço mais baixo é de R$ 21,90 do serviço básico, podendo chegar aos R$ 37,90. A Disney+ ainda não chegou ao país, mas a Apple TV+ custa R$ 9,90 mensais.

Outra grande concorrente da plataforma é a Amazon Prime Video, que inclui também o serviço Prime nas compras dentro do site da Amazon. Para se tornar assinante nos Estados Unidos é preciso pagar US$ 12, 99 por mês, ou US$ 119 ao ano. No Brasil, o usuário tem acesso ao streaming por R$ 9,90 mensais, ou R$ 89,90 anual.

Além do valor, a Netflix está competindo com o catálogo das novas plataformas que estão investindo pesado na compra de direitos exclusivos de séries icônicas, como é o caso da HBO Max com a exclusividade de Friends, e também os streamings que estão trazendo cada vez mais conteúdo original, como a Apple TV+, que fechou contratos com grandes atores e diretos. A Disney + não está nem um pouco atrás e oferece em seu catálogo todos os títulos de Star Wars e  da Marvel.

Mesmo assim, o conteúdo da Netflix vem sendo muito elogiado pela crítica e público; a empresa está muito presente nas indicações dos maiores prêmios da indústria, como o Globo de Ouro e o SAG Awards, além de já ter levado um Oscar em 2019 por Roma. Mas, este ano, a Amazon Prime Video e a Apple TV+ também chegaram com tudo e angariaram algumas várias indicações em categorias importantes das premiações.