bool(false)

Narcos | Conversamos com Damian Alcazar, que interpreta o “chefe dos chefes”

O ator viverá o novo protagonista da série, Gilberto Rodriguez Orejuela

Pedro Duarte Publicado por Pedro Duarte
Narcos | Conversamos com Damian Alcazar, que interpreta o

A nova temporada de Narcos está aí, agora sem Pablo Escobar e sem Wagner Moura. Estivemos no México, à convite da Netflix, para conversar com o ator Damian Alcazar, que interpreta Gilberto Rodriguez Orejuela, o novo chefão da coisa toda, líder do Cartel de Cali, o “chefe dos chefes”.

O ator falou sobre a diferença entre os personagens, drogas e um pouco sobre Wagner Moura comigo e outros jornalistas da América Latina. Confira:

Muitas pessoas de outros países não conhecem o seu personagem, ele não é uma figura tão sanguinária quanto Pablo Escobar. Como você definiria ele?

Pelos quatro livros e pelo que escutei, ele é um homem de negócios, ele pensa na tranquilidade, então calcula todos seus passos. Ele tenta manter a harmonia entre os membros do Cartel, manter a paz. Que tem muito carinho por seu irmão e pela família. Tudo isso forma um personagem que está disposto a tudo pela sua família. Então, ele faz coisas fora da lei — porque a lei decidiu que é proibido — mas se fosse dentro da lei, ele faria coisas maravilhosas por Cali, que é uma cidade linda, com pessoas lindas, com mulheres belíssimas e tudo o mais.

Quem é um vilão mais cruel, Pablo ou Gilberto?

Veja bem, Pablo só se torna um vilão quando se vê encurralado e quando querem lhe matar. E ele reage como um animal ameaçado. Ele não quer ir para a cadeia e nem quer morrer. Gilberto é mais metódico, ele não saca a pistola logo de cara, ele negocia, a diferença é essa.

Não sei se eles por si só são nocivos para a sociedade, não sou moralista, eu acho que as drogas deveriam ser legalizadas, porque nunca vamos acabar com elas. Sempre vão existir e sempre novas drogas vão chegar, então para que estamos lutando e derramando sangue? Para que estamos permitindo que poucas pessoas enriqueçam com isso quando as drogas poderiam ser como o álcool? É assim na Tailândia, é assim em Amsterdã, o Uruguai, alguns estados dos EUA que estão transformando isso em um grande negócio…

Wagner Moura foi indicado ao Globo de Ouro por Narcos. Você botou alguma pressão em si mesmo para construir uma atuação tão marcante?

Não. Nem um pouco. Ele fez o papel dele e eu teria feito o meu muito bem, se tivesse sido contratado para viver Pablo Escobar. Mas Wagner é um grande ator.


A nova temporada de Narcos já está disponível na Netflix.

Mais notícias