“Não seria um gênero novo se fosse divertido para todos”, diz Kojima sobre Death Stranding

O desenvolvedor ainda revelou alguns detalhes sobre o multiplayer do jogo

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia

Há alguns meses, Hideo Kojima revelou que, na sua percepção, Death Stranding não se rotula a nenhum gênero de games porque seu objetivo é criar um totalmente novo, chamado Social Strand System.

Agora, em entrevista para a GameInformer, o desenvolvedor voltou ao assunto, explicando que a mesma coisa aconteceu quando ele começou a testar os elementos stealth em Metal Gear Solid.

Eu acho que ninguém vai entender quando eu falar que, assim que você começar a jogar, apenas andar pelo mundo é realmente divertido. O que eu percebi é que nos testes, até mesmo os que foram feitos apenas com os desenvolvedores da minha equipe, ninguém entende nada no começo. Mas assim que eles começam a jogar percebem que apenas andar naquele espaço imenso é realmente divertido. Aí vem os comentários de: “Ah, é um simulador de caminhada!”. Aconteceu o mesmo quando eu criei o primeiro jogo de stealth. Se 100 pessoas jogassem e todas falassem que é divertido, significa que esse gênero já existe. Mas esse é um novo gênero — assim como foi com o stealth no começo, terá pessoas que não entenderam. Vai precisar de um tempo para as avaliações reais [de Death Stranding] começarem a chegar.

Ainda na mesma entrevista, Kojima revelou alguns detalhes interessantes sobre os elementos de multiplayer que, caso você não saiba nada sobre, pode se inteirar de tudo aqui.

Segundo o desenvolvedor, os objetos deixados por outros jogadores vão poder ser avaliados por Likes, sendo que aqueles que tiverem poucos vão desaparecendo. Não terá Dislikes porque ele não quer negatividade no jogo, apenas positividade.

Por fim, Kojima descreve o multiplayer como uma “teoria de carta”, que consiste em um jogador enviar um item para outro que não será entregue na mesma hora.

Death Stranding será lançado em 8 de novembro de 2019 para PlayStation 4.