Mulher-Maravilha é banido no Líbano [ATUALIZAÇÃO]

Lobistas estavam tentando boicotar o filme por conta da origem israelita de Gal Gadot

Marina Val Publicado por Marina Val
Mulher-Maravilha é banido no Líbano [ATUALIZAÇÃO]

Por conta da origem israelita de Gal Gadot e do envolvimento da atriz com o exército do país, um grupo de lobistas tentou impedir que Mulher-Maravilha fosse exibido no Líbano.

Segundo o Deadline, o pedido solicitando a proibição deveria ser encaminhado para o ministro da economia e passar pela análise de um comitê com seis membros, mas nenhuma medida oficial foi tomada e o longa ainda está previsto para estrear em 15 cinemas do país.

[ATUALIZAÇÃO]

O The Hollywood Reporter confirmou que o filme acabou sendo banido poucas horas antes de sua estreia em Beirute. Considerando que o filme estava previsto para estrear em apenas 15 salas, o impacto da proibição não deve ser sentido pelo estúdio.

O filme solo da Mulher-Maravilha será dirigido por Patty Jenkins e conta com Gal Gadot, Chris Pine, Connie Nielsen, Robin Wright, David Thewlis, Danny Huston, Elena Anaya, Ewen Bremner e Saïd Taghmaoui no elenco. O roteiro foi escrito por Geoff Johns e Allan Heinberg, baseado em uma história de Zack Snyder e Allan Heinberg.

Mulher-Maravilha estreia em 1º de junho de 2017.  A personagem também vai aparecer em Liga da Justiça, longa dirigido por Zack Snyder, que será lançado em novembro.