Ms. Marvel acerta ao apresentar heroína cativante em universo adolescente

Atuação de Iman Vellani é um dos grandes destaques da nova série do Disney+

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
Ms. Marvel acerta ao apresentar heroína cativante em universo adolescente

Após encerrar a chamada Saga do Infinito, que começou em 2008 com Homem de Ferro e culminou em 2019 com Vingadores: Ultimato, a Marvel está desenhando uma nova fase e, para isso, precisa de novos personagens. Depois de apresentar o Cavaleiro da Lua, chegou a vez da Ms. Marvel, personagem que fez muito sucesso nos quadrinhos recentes da editora. E o resultado não poderia ser mais positivo. Com Iman Vellani brilhando como a heroína adolescente, a série começa em alta e com potencial para cativar novos fãs.

O mais interessante é como a produção não precisa de muito tempo para estabelecer quem é essa personagem e seu universo. Com um episódio de estreia de pouco mais de 40 minutos, a trama mostra que Kamala é uma jovem americana-paquistanesa com muito amor pelos Vingadores – especialmente pela Capitã Marvel. Ao lado do melhor amigo Bruno (Matt Lintz), seu objetivo inicial é driblar os pais para conseguir visitar a AvengersCon e participar de um concurso de cosplay.

Só essa trama inicial já mostra como Ms. Marvel quer se conectar com uma nova geração de fãs do MCU. Mostrar Kamala querendo sair escondida de casa para participar de um evento de cultura pop é algo que gera uma identificação única com aqueles que gostariam de fazer o mesmo. Além disso, a jovem é retratada como alguém distraída, que se perde nas aventuras que cria dentro da própria cabeça. Para demonstrar esse sentimento, a série do Disney+ mistura de forma orgânica pequenas animações em meio aos cenários live-action, criando um dinamismo que combina com o tom acelerado e colorido da produção.

Toda essa atmosfera só é possível pela boa atuação de Iman Vellani, em seu papel de estreia em uma produção de Hollywood. Atualmente com 19 anos, a atriz é parte do público que cresceu com os filmes do MCU nos cinemas e consegue transparecer todo esse sentimento de fã. Além disso, Vellani vai bem nas cenas clássicas de produções adolescentes, incluindo problemas na escola, pequenas paixões que surgem inesperadamente, brigas com os pais, etc.

Kamala na escola com os amigos Bruno e Nakia
Kamala na escola com os amigos Bruno e Nakia

Embora tenha gerado uma série de polêmicas ao longo das semanas, a mudança nos poderes da personagem não foi tão extrema quanto o esperado. Ainda que não altere o próprio corpo, Kamala sente estranheza ao ser capaz de gerar energia cósmica e pontos importantes de sua relação com os poderes foram mantidos. Além disso, a origem de sua transformação em heroína se afasta do Inumanos e se conecta com algo muito mais interessante: a ancestralidade – saiba mais.

Outra discussão interessante levantada no segundo capítulo é algo que os fãs da Marvel conhecem bem: com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades. Por ser tão sonhadora com o universo de super-heróis, Kamala não previu que ter aqueles poderes não seria uma tarefa fácil. Ao tentar salvar uma vida pela primeira vez, ela entende que aquilo é de verdade e não parte de seus sonhos: é preciso ter cuidado com suas ações, que podem até piorar uma situação delicada. Esse arco de amadurecimento já foi explorado por diversos personagens nas HQs (incluindo Peter Parker), mas não soa repetitivo na série, uma vez que o MCU mostrou pouco sobre o universo de heróis adolescentes.

Além de ser uma boa adição para o presente e futuro da Marvel, é importante ressaltar que Ms. Marvel começa como uma boa série de modo geral. Os dois primeiros episódios apresentam tudo o que é necessário saber sobre aquele universo, e geram uma imersão como se os fãs conhecessem Kamala há muito tempo. Em uma época com vários lançamentos diários no streaming, é um trunfo criar conexões tão naturais em tão pouco tempo.

Ms. Marvel ainda tem quatro episódios pela frente e a personagem já está confirmada no filme The Marvels, sequência de Capitã Marvel. Ainda que seja cedo projetar qual será a trajetória da personagem no estúdio, não dá para negar que o começo é promissor.

A série tem novos episódios lançados às quartas-feiras no Disney+.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1