Modelo 3D mais preciso de Notre-Dame está em universidade nos EUA

Professor de História da Arte fez mapeamento a laser na Catedral em 2012

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Modelo 3D mais preciso de Notre-Dame está em universidade nos EUA

A universidade Vassar College, no estado de Nova York, pode ser peça chave na reconstrução da Catedral de Notre-Dame, parcialmente destruída por um incêndio na última segunda-feira (15).

Isso porque a universidade guarda o modelo 3D mais preciso já feito da catedral. O trabalho foi liderado por Andrew Tallon, professor de História da Arte, que morreu em 2018. Há alguns anos, o acadêmico foi até Notre-Dame e, com o auxílio de scanners laser, mapeou toda a construção, em seus mínimos detalhes, incluindo pequenas imperfeições em toda a estrutura. O arquivo do mapeamento tem, ao todo, mais de 1TB.

Foto: NatGeo/Reprodução

Segundo a Fortune, um porta-voz da Vassar College já se prontificou a ajudar o governo francês no que for possível para a reconstrução de Notre-Dame.

A Catedral de Notre-Dame é um dos principais cartões postais de Paris, acolhendo cerca de 13 milhões de visitantes todos os anos. A construção feita do século XII traça um panorama da arquitetura medieval, incorporando elementos góticos e também românicos na sua estética.

O importante monumento, entretanto, quase foi demolido no século XIX. Notre-Dame havia passado por anos difíceis, sendo pilhada na revolução francesa e usada até como depósito durante guerras. Foi aí que surgiu a ideia de demolir a basílica e usar as pedras para a construção de pontes em Paris.

O que salvou a catedral foi o romance “Notre-Dame de Paris”, publicado por Victor Hugo em 1831. O livro tinha a igreja como personagem principal e fez um sucesso retumbante — o que irritou o Vaticano e gerou comoção pela permanência de Notre-Dame. Depois do sucesso da história de Quasímodo, a França propôs um ambicioso processo de restauração para a igreja que se tornou o maior ponto turístico do país.