Ministério da Ciência e Tecnologia volta atrás e diz que não vai limitar banda larga

Em nota oficial, Gilberto Kassab declarou que o modelo atual será mantido

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Ministério da Ciência e Tecnologia volta atrás e diz que não vai limitar banda larga

Após a repercussão da entrevista de Gilberto Kassab declarando que o Governo Federal iria implementar a medida que cria limites de dados na banda larga, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações emitiu uma nota oficial desistindo da decisão e dizendo que o modelo atual de dados ilimitados será mantido:

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esclarece que não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa, reiterando seu compromisso em atender o interesse da população e do consumidor.

De acordo com os defensores da medida, a aplicação da mesma vai beneficiar o consumidor, já que o uso da internet varia para cada usuário e não faria sentido cobrar a mesma mensalidade de todos. Já os críticos da iniciativa apontam que esta vai contra as diretrizes do Marco Civil da Internet e tende a forçar os consumidores a voltarem a consumir produtos e serviços que se caíram em desuso nos últimos anos, além de prejudicar usuários constantes que esgotariam o limite em poucos dias e seriam forçados a pagar taxas extras.

Em 2016, fizemos um especial sobre o assunto que aborda as preocupações que a medida traria — leia aqui.