Metroid Dread não foi feito antes por falta de tecnologia, segundo produtor

Yoshio Sakamoto, produtor da franquia, pensa no conceito principal do game há 15 anos

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Metroid Dread não foi feito antes por falta de tecnologia, segundo produtor

Apesar de ter sido anunciado durante a E3 2021, o jogo Metroid Dread está em desenvolvimento há cerca de 15 anos.

A informação veio do produtor Yoshio Sakamoto, que trabalhou em diversos jogos da franquia, durante um painel digital da E3 (via Gamespot).

Segundo ele, Metroid Dread já estava em desenvolvimento em 2005, mas foi engavetado duas vezes por falta de viabilidade tecnológica para seguir com o projeto.

“Acho que foi na época do Nintendo DS e era apenas — falando em termos das especificações que eu tinha em mente — era um pouco difícil fazer o conceito com aquele hardware.”

Alguns anos depois, houve uma tentativa de retomar o conceito que não vingou pelo mesmo motivo: a tecnologia ainda não era suficiente para a visão de Sakamoto.

Foi só com a chegada do Nintendo Switch e do estúdio MercurySteam, responsável por Metroid: Samus Returns, que o projeto andou:

“O motivo pelo qual me reuni com [MercurySteam] foi a esperança de que eles pudessem fazer os conceitos que tinha para Metroid Dread e com suas habilidades e conhecimentos técnicos o que antes era apenas um conceito virou realidade.”

Apesar da longa espera, Sakamoto afirma que o conceito principal do game não mudou ao longo dos anos:

“Realmente, era que Samus, esta guerreira poderosa, seria confrontada por um inimigo ainda mais poderoso que a perseguiria. Essa era a ideia.”

O resultado do conceito do produtor poderá ser vivido pelos jogadores em 8 de outubro de 2021, quando Metroid Dread chega ao Nintendo Switch.

Mais notícias