Mark Zuckerberg quer melhorar a privacidade do Facebook

Mensagens temporárias e criptografadas

Marina Val Publicado por Marina Val
Mark Zuckerberg quer melhorar a privacidade do Facebook

Poucos meses depois de o Facebook ter vazado fotos não publicadas de usuários a aplicativos e terceiros e de ter sido multado em US$ 641 mil por conta de escândalo com a Cambridge Analytica, a empresa anunciou que está investindo em melhorias na questão da privacidade.

Em um post do blog oficial da rede social, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, prometeu uma mudança de foco:

Eu acredito que o futuro da comunicação vai cada vez mais mudar para serviços privados, criptografados, nos quais as pessoas possam ter a confiança do que elas dizem umas paras as outras vai continuar seguro e que suas mensagens e conteúdo não ficará disponível para sempre. Este é o futuro que eu espero ajudar a trazer.

A ideia geral é que todo o conteúdo tenha uma espécie de prazo de validade por padrão, de um mês a um ano, conforme o usuário escolher. Isso evitaria que mensagens antigas ressurjam anos depois e causem problemas. Além disso, a plataforma também poderia dar uma opção de que mensagens individuais sejam apagadas após alguns segundos ou minutos, como acontece atualmente com algumas mensagens privadas no Instagram.

Segundo Zuckerberg, as redes sociais públicas continuarão a ser muito importantes, mas ele quer oferecer opções para interações privadas e vê isso como uma oportunidade para construir uma plataforma que é focada primariamente na privacidade.

Zuckerberg não anunciou uma data exata para essas novas funções, apenas declarou que pretende refazer os serviços com essas ideias em mente “ao longo dos próximos anos”.

Considerando a reputação e o histórico do Facebook, ainda há um longo caminho a percorrer.