Livros de Harry Potter são banidos de escola por “risco de conjurar espíritos”

O reverendo responsável disse ter consultado exorcistas que concordaram com sua decisão

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Livros de Harry Potter são banidos de escola por

Uma escola católica no Tennessee, Estados Unidos, achou melhor retirar todos os livros de Harry Potter de sua biblioteca para não sofrer com ataques de “espíritos malignos”.

Segundo o Tennessean, a medida foi adotada depois que um reverendo declarou que a franquia criada por J. K. Rowling contém “feitiços reais” e que, por isso, criam um “risco de conjurar espíritos malignos” enquanto os livros são lidos.

Se for verdade, o Ministério da Magia vai ter muito trabalho, pois muita gente já leu até mais de uma vez todos os sete livros.

Dan Reehil, reverendo da Escola St. Edward, enviou um e-mail aos pais explicando o motivo de ter retirado todos os livros de Harry Potter da biblioteca.

“Esses livros apresentam a magia tanto como bem, como mal, o que não é verdade, mas é um truque muito esperto. As maldições e feitiços usados ​​nos livros são reais. Tanto que, quando lidos por um ser humano, os feitiços podem conjurar espíritos malignos na presença da pessoa que lê o texto.”

A escola disse ter consultado diversos exorcistas e eles recomendaram a remoção dos livros.

Enquanto nessa escola do Tennessee não se deve mais ler Harry Potter, vale lembrar que, no Brasil, universidades dão cursos sobre a franquia, com o objetivo de aprofundar o estudo de temas como cultura, gênero e política dos livros.