Fãs da Lady Gaga criaram uma fake news para levar ‘Shallow’ ao topo das paradas

Criador da notícia falsa se arrepende por não ter criado a fake news antes

João Abbade Publicado por João Abbade
Fãs da Lady Gaga criaram uma fake news para levar 'Shallow' ao topo das paradas

Com a vitória como como Melhor Canção Original no Oscar 2019, a canção “Shallow” levou Lady Gaga de volta ao topo das paradas da Billboard 200. Grande parte dessa reascensão da música se deve a poderosa performance de Gaga e Bradley Cooper na premiação, mas uma fake news criada (intencionalmente) por fãs da cantora pode ter dado um empurrãozinho extra para a faixa chegar no topo.

Um grupo de Little Monsters (como o fandom da Gaga é chamado) criou uma notícia falsa envolvendo o Starbucks para fazer com que mais pessoas escutassem a faixa e, assim, ela chegasse ao topo da Billboard 200.

Com uma montagem simplória, os fãs da cantora maquiaram uma promoção apelidada de #ShallowBucks. O suposto concurso da cafeteria prometia uma bebida grátis caso você fosse no Starbucks e desse play na canção no Spotify ou no Apple Music.

Confira alguns tuítes divulgando a falsa promoção:

Além da foto de divulgação falsa, os fãs organizados pela fake news maquiaram uma DM do Twitter para tentar provar que o voucher de café grátis era verdadeiro. Veja:

O BuzzFeed usou uma ferramenta online e conseguiu descobrir quem iniciou a mentira: um jovem de 18 anos chamado Nico, que mora em Las Vegas e estuda design gráfico. Logo na primeira hora da campanha falsa, mais de 3000 publicações já tinham sido feitas com a hashtag #ShallowBucks. O sucesso da promoção falsa não fez Nico ficar com peso na consciência, muito pelo contrário… “Queria ter tido a ideia antes para que a Gaga conseguisse mais streams a tempo do rastreamento semanal da Billboard”, diz ele.

Tinham rumores de “Shallow” possivelmente chegando ao número um da Billboard e eu sabia que tinha que fazer algo para ajudar a Gaga com vendas e transmissões. Eu não sabia exatamente o que fazer no começo, mas um dia passei por um Starbucks e tive a ideia.

É impossível saber exatamente o impacto da fake news no número de streams de “Shallow”.

Nasce Uma Estrela é o terceiro remake de um filme antigo. O longa original estreou em 1937, com Janet Gaynor e Fredric March vivendo os protagonistas. Um remake foi lançado em 1954, com Judy Garland, a eterna Dorothy, de O Mágico de Oz, vivendo a personagem principal. Em 1976, foi a vez de Barbra Streisand e Kris Kristoffer protagonizarem uma nova versão. Cada uma delas era um retrato do show business da época em que foram lançados.

A trama mostra um cantor veterano que se apaixona por uma artista iniciante — enquanto a carreira da moça vai às alturas, a dele começa a cair aos pedaços, já que os constantes abusos de álcool e drogas o prejudicaram na indústria.