Katherine Johnson, matemática da NASA retratada em Estrelas Além do Tempo, morre aos 101 anos

Graças aos cálculos feito por ela, a missão Apollo 11 chegou à lua

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Katherine Johnson, matemática da NASA retratada em Estrelas Além do Tempo, morre aos 101 anos

Katherine Johnson, uma das matemáticas da NASA a fazer a Apollo 11 chegar à lua, morreu nesta segunda-feira (24), aos 101 anos. O anúncio foi feito pela própria Agência Espacial Norte Americana, onde trabalhou durante 33 anos.

O trabalho de Johnson, assim como de outras mulheres negras que também trabalhavam para a NASA, ficou mundialmente famoso com o lançamento do filme Estrelas Além do Tempo, em 2016.

Veja abaixo a publicação feita pela NASA.

“Ficamos tristes com a morte da célebre matemática Katherine Johnson. Hoje, comemoramos seus 101 anos de vida e honramos seu legado de excelência que derrubou barreiras raciais e sociais”, escreveu a Agência.

Jim Bridenstine, responsável pela NASA, também falou de Johnson em sua página do Twitter.

“A família da Nasa nunca esquecerá a coragem de Katherine Johnson e os feitos que não conseguiríamos alcançar sem ela. Sua história e sua graça continuam a inspirar o mundo”, escreveu.

Johnson fazia parte da equipe de mulheres negras do Centro de Pesquisa Langley, que calculava a trajetória dos primeiros lançamentos espaciais.

Graças aos cálculos feitos pela matemática norte-americana, a missão Apollo 11 foi um sucesso e levou Neil Armstrong a pisar na lua em 1969.

Katherine nasceu em 26 de agosto de 1918, em White Sulphur Springs, nos Estados Unidos. Ela se destacava desde muito jovem e já cursava os ensino médio aos seus dez anos. Em 1937, se formou na Universidade Estadual de West Virginia em Matemática e Francês, com honras máximas. Depois, trabalhou como professora em uma escola pública para negros.

Em 1952, Johnson entrou para a seção de computação da ala oeste do Laboratório Langley da Naca (a agência anterior à NASA). Ela foi a primeira mulher negra a participar de reuniões com os engenheiros e a ganhar o respeito entre os colegas.