Jon Favreau tem esperança de que o Homem-Aranha continue no MCU

Ele está "cuidadosamente otimista"

Marina Val Publicado por Marina Val
Jon Favreau tem esperança de que o Homem-Aranha continue no MCU

Não são apenas os fãs que estão torcendo para que o Homem-Aranha continue no MCU, após os problemas nas negociações entre Sony e Marvel.

Durante o tapete vermelho da D23, Jon Favreau, ator que interpreta Happy no Universo Cinematográfico da Marvel, comentou ao Entertainment Tonight que está “cuidadosamente otimista” de que o impasse será resolvido:

Ainda é cedo. Como fã, eu estou cuidadosamente otimista de que as coisas vão se ajeitar, pois eu acho que todos os fãs querem ver esses personagens juntos. E eu não estou falando de Happy e a tia May, eu quero dizer o Spidey no MCU. Então, ainda é cedo. As coisas nem sempre… o que você lê nem sempre é indicativo de como as coisas estão agora, então eu espero descobrir mais enquanto estou aqui. Mas como fã, eu tenho esperança… você sabe, cuidadosamente otimista. Torcendo para que esse não seja o capítulo final dessa história.

Tom Holland e Robert Downey Jr. mostram que são amigos fora das telonas também

Pai de Tom Holland faz declaração sobre o futuro do Homem-Aranha

Foi anunciado esta semana que a Marvel não irá mais produzir os filmes do Homem-Aranha devido a um desentendimento entre o estúdio e a Sony.

A Disney — dona da Marvel Studios — quis dividir o financiamento dos próximos filmes do Homem Aranha em 50%, com negociações já para mais produções. Mas, a Sony teria recusado a oferta e não quis negociar um novo valor, o que fez com que as duas empresas não entrassem em nenhum consenso.

Logo depois do anúncio, a Sony se posicionou publicamente sobre a saída da Marvel das produções.

O comunicado emitido pelo estúdio responsabiliza a agenda de Feige pelo desentendimento entre as empresas, não comenta sobre as divergências financeiras – apontadas como pivô da ruptura – e também não menciona a rumor de que o personagem não aparecerá mais no MCU. A Sony disse sentir a saída de Feige, mas que entende a necessidade do produtor se empenhar em conteúdos que pertecem totalmente à Disney.

Jon Favreau não foi o único a se pronunciar sobre o conflito: Jeremy Renner, o Gavião Arqueiro, a filha do Stan Lee e o pai de Tom Holland também falaram suas opiniões sobre o assunto.