James Mangold explica por que a série dele de Sandman nunca aconteceu

O diretor está feliz por Neil Gaiman, mesmo que o projeto tenha mudado de mãos

Marina Val Publicado por Marina Val
James Mangold explica por que a série dele de Sandman nunca aconteceu

James Mangold é um diretor que já fez uma excelente adaptação de quadrinhos com Logan (2017), que chegou a ser indicado ao Oscar. O que nem todo mundo sabe é que antes disso ele já tinha se aventurado em outra adaptação: a série de Sandman. Entretanto, o projeto dele acabou sendo abandonado pela HBO e ele não tem ligação com a série da franquia que está em desenvolvimento na Netflix.

Em entrevista ao Discussing Film, Mangold explicou o motivo de o projeto não ser levado adiante:

Não é segredo que eu estava tentando fazer uma versão de Sandman do Neil Gaiman. Eu ofereci a ideia para a HBO há anos e eles compraram como série de várias temporadas e então isso foi desfeito por uma disputa política na WB. Independente disso, agora está acontecendo e eu estou tão feliz pelo Neil [Gaiman] que eu acho que é uma pessoa maravilhosa, assim como um artista incrivelmente brilhante. Sua visão única tece o psicológico, o psicodélico, o romântico, o sexual e o fantástico de uma maneira que é tanto pessoal quanto épica.

Sobre seus próximos projetos, o diretor preferiu não entrar muito em detalhes:

Sobre quaisquer outros projetos do futuro, eu não poderia falar sobre conjecturas, pois qualquer coisa que eu diga a respeito de quadrinhos instantaneamente se torna nitroglicerina, pronta para me assombrar pelos próximos 10 anos no Twitter.

A HQ de Sandman começou a ser publicada em 1988 pela DC/Vertigo, e a trama gira em torno de Morfeu, o senhor do Sonhar, a manifestação antropomórfica dos sonhos. A história mostra também mostra os irmãos dele, os Perpétuos: Destino, Morte, Destruição, Desespero, Desejo e Delírio.

A série de Sandman terá onze episódios, mas ainda não tem previsão de estreia.