Han Solo | Editor foi demitido e professor de atuação contratado para ficar no set

Os diretores sentiam que tinham "zero de liberdade para dirigir"

João Abbade Publicado por João Abbade
Han Solo | Editor foi demitido e professor de atuação contratado para ficar no set

As coisas não vão bem na produção de Han Solo, o novo derivado de Star Wars. Após Phil Lord e Chris Miller serem demitidos por improvisar demais e seguirem uma veia cômica do personagem, o que irritava o roteirista Lawrence Kasdan, que gostaria que os diretores seguissem o roteiro de forma estrita, Ron Howard foi contratado, mas antes disso muita confusão aconteceu.

Uma nova reportagem do THR revela que as coisas vinham se agravando na produção e que, nas últimas semanas, o editor do filme foi demitido e um professor de atuação chegou a ser contratado de última hora. Uma fonte próxima a Lord e Miller diz que os dois também estavam muito insatisfeitos com Kathleen Kennedy, a presidente da Lucasfilm, chegando a dizer que haviam “diferenças profundas quanto a filosofia de cinema” e que os dois tinham “praticamente ZERO de liberdade criativa”. Além disso era requisitado que eles trabalhassem sob um cronograma apertadíssimo de filmagens:

Desde o início da produção nunca foram dados dias suficientes de filmagem para cada cena.

As fontes dizem que a gota d’água para Kennedy Kasdan foi uma filmagem no começo de junho: era uma cena na Millenium Falcon e os diretores gravaram as cenas do dia usando apenas “dois ou três ângulos de câmera, sendo que os executivos queriam o oposto disso, algo entre 12 a 15 ângulos”. Após isso, no dia 20 de junho, a presidenta demitiu os dois diretores e logo ficamos sabendo disso.

Para evitar represália e uma imagem negativa dos fãs, Kennedy chegou a tentar uma transição parecida com o que foi feito em Rogue One. No primeiro derivado, Gareth Edwards também teve desavenças criativas e abandonou o barco, mas naquela ocasião o diretor concordou em colaborar de longe enquanto Tony Gilroy comandava as filmagens finais do longa. Diferentemente de Edwards, Lord e Miller não concordaram em participar de forma menos presente do longa.

Ainda durante a estadia da dupla de Uma Aventura LEGO na direção, a diretoria da Lucasfilm demitiu o editor do filme Chris Dickens (de Macbeth) e o substituiu por Pietro Scalia (de Alien: Covenant e Perdido em Marte) também por “diferenças criativas”. E, por estarem preocupados com a atuação cômica de Alden Ehrenreich, eles contrataram um professor de atuação para ficar no set de filmagem.

Quando foram avisados de que Ron Howard assumiria a direção, a equipe técnica “aplaudiu”, revela a fonte que preferiu ficar anônima. Mesmo com toda essa bagunça, a fonte diz que o material filmado por Phil Lord e Chris Miller será “vastamente utilizado”.

Essa não é a primeira vez que um diretor é demitido de um filme de Star Wars; Josh Trank havia sido contatado para dirigir um derivado, mas abandonou a Lucasfilm antes mesmo de sabermos qual filme seria este. Entretanto alguns rumores diziam que tratava-se de um derivado do Boba Fett.

Han Solo está sendo filmado desde fevereiro e três semanas de filmagens ainda estão agendadas — extensas refilmagens já foram programadas para o segundo semestre. Ron Howard, de o Código da Vinci, é o novo diretor contratado pela Lucasfilm, ele diz que pretende “honrar o trabalho que já foi feito”, mas a presidente do estúdio quer que ele siga uma linha diferente da dupla anterior.

Alden Ehrenreich vai interpretar o personagem eternizado por Harrison Ford, Woody Harrelson será o mentor do protagonista, enquanto Donald Glover viverá Lando Calrissian. Emilia Clarke, Thandie Newton e Phoebe Waller-Bridge também estão no estrelado elenco do filme.

Por enquanto, a data de estreia permanece a mesma, em 25 de maio de 2018.