Governo dos EUA estudou OVNIs no Brasil nos anos 70, diz ex-senador americano

Avistamentos aconteceram no Pará

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Governo dos EUA estudou OVNIs no Brasil nos anos 70, diz ex-senador americano

O ex-senador americano, Harry Reid, está pedindo que o governo dos EUA libere ao público estudos sobre OVNIs feitos nas últimas décadas, incluindo uma pesquisa que teria sido feita no Brasil durante os anos 70.

Em entrevista ao Las Vegas Now, Reid deixou claro que não só quer que os documentos sejam publicados, mas também que o governo financie mais estudos sobre o assunto. “Eu aposto que a China e que a Rússia KGB de Putin estão gastando algum dinheiro para estudar isso”, disse, insinuando que talvez os dois países queiram construir seus próprios OVNIs.

Em dezembro de 2017, o Departamento de Defesa dos EUA confirmou a existência do Programa de Identificação de Ameaças Aeroespaciais Avançadas, que investigava os relatos de OVNIs no país e recebia um orçamento de US$ 22 milhões anualmente através de um acordo entre o Congresso Nacional e a empresa Bigelow Airspace. Oficialmente a iniciativa foi encerrada em 2012, mas de acordo com uma reportagem do New York Times ela continua ativa na surdina.

A reportagem também conversou com Dr. Hal Puthoff, que trabalhou no programa da Bigelow Airspace. Ele disse:

Existem casos que foram muito bons no Brasil, em 1977, 1978, foi algo como Encontros Imediatos do Terceiro Grau, milhares de páginas de documentos feitos pela Força Aérea Brasileira, mais de 500 fotografias, 15 horas de vídeo.

O caso em questão ficou conhecido como Operação Prato. Em 1977, foram avistados alguns OVNIs em alguns municípios do Pará, que foram descritos como “corpos luminosos”, que, supostamente, teriam usado raios de luz para atacar a população que os avistava, causando queimaduras, perda de sangue, paralisia e tremores. Documentos oficiais sobre a Operação Prato podem ser acessados no site do Arquivo Nacional.

Recentemente, Reid estava junto de autoridades do Reino Unido pedindo por mais atenção dos governos em relação aos fenômenos OVNI. Vale ressaltar que, apesar de ser comumente relacionado a alienígenas, o OVNI é apenas um objeto voador que não pôde ser identificado.

Em 2018, o Washington Post divulgou um vídeo que mostra o avistamento de um OVNI por membros da Marinha dos EUA.