Filme produzido por Michael Bay sobre o coronavírus foi vetado por questões de segurança

Songbird retrata um mundo apocalíptico no qual o vírus não foi derrotado

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Filme produzido por Michael Bay sobre o coronavírus foi vetado por questões de segurança

Michael Bay anunciou recentemente que produziria um filme sobre um mundo apocalíptico no qual o coronavírus não foi derrotado, intitulado Songbird (relembre aqui). Mas, o longa não será lançado tão cedo, pois a produção foi vetada pela Federação Americana de Artistas de Televisão e Rádio.

Segundo informações da Variety, a entidade disse que “os produtores não foram transparentes sobre os seus protocolos de segurança” e que eles não foram signatários do acordo sobre o retorno de gravações.

A intenção era já começar a produzir o longa, pois desde 12 de junho filmagens foram liberadas em Hollywood, se seguissem as regras de segurança, como o uso da máscara obrigatória, equipe reduzida, diminuição de cenas de contato e testes.

Bay é produtor do filme, com Adam Mason como diretor e co-roteirista, junto com Simon Boyes. O elenco conta com Demi Moore, Craig Robinson, Paul Walter Hauser e Peter Stormare.

A trama se passará em 2022 e será focada em um cenário apocalíptico. A pandemia piorou e o vírus está fortalecido depois de sofrer mutações. Teorias da conspiração também fazem parte da premissa.