Estúdio de Demon Slayer é acusado de sonegar 139 milhões de ienes de impostos

O valor sonegado foi usado para financiar negócios da própria Ufotable

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Estúdio de Demon Slayer é acusado de sonegar 139 milhões de ienes de impostos

O estúdio Ufotable, conhecido por Demon Slayer e outros títulos como Touken Ranbu e Fate/Zero, acaba de ser acusado pelas autoridades japonesas de sonegar 139 milhões de ienes de impostos — quase R$ 6,5 milhões na cotação de hoje (3). A informação é da revista japonesa Mainichi Shimbun (via ANN).

A investigação do Ministério Público de Tóquio aponta que Hikaru Kondo, fundador e atual presidente do estúdio, foi o principal responsável pela violação, que foi comprovada com a descoberta de alterações na receita dos anos de 2015, 2017 e 2018.

De acordo com a revista, o valor sonegado foi usado para financiar negócios da própria Ufotable.

O advogado de Kondo emitiu um comunicado pedindo desculpas para os fãs e todos os envolvidos na situação, e afirmou que o valor já foi devolvido, o que aparentemente dá um fim no caso.

A Ufotable é conhecida principalmente pelo anime de Demon Slayer, que foi aclamado pela crítica especializada e pelos fãs de animação japonesa em 2019. A primeira temporada está disponível no Crunchyroll — confira a nossa crítica.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1