Em meio a recuperação judicial, Saraiva fecha mais três lojas

Em São Paulo e no Rio de Janeiro

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Em meio a recuperação judicial, Saraiva fecha mais três lojas

A livraria Saraiva entrou com um pedido de recuperação judicial em 2018. Em meio ao processo, o Estadão anunciou que a rede vai fechar mais três de suas lojas: a de Copacabana, no Rio de Janeiro; a da Rua São Bento, e a do shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.

Segundo a empresa, a crise econômica do Brasil nos últimos anos foi o principal problema, aliado ao fato de que no mundo todo as livrarias físicas diminuíram seus rendimentos com o crescimento de lojas online, como a Amazon. De acordo com a pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, o mercado editorial encolheu 21% e perdeu cerca de R$ 1,4 bilhão de seu faturamento nos últimos 12 anos, mesmo com o preço médio do livro tendo caído 8% entre 2000 e 2017, operando abaixo da inflação.

Em janeiro de 2019, a Saraiva operou com prejuízo de R$ 10,6 milhões, sendo que, no mesmo período em 2018, havia trabalhado com um lucro de R$ 5 milhões. Pouco antes do pedido de recuperação judicial, a livraria fechou 20 de suas unidades Brasil afora.

Caso a Saraiva não consiga cumprir a recuperação, a empresa terá sua falência declarada.