Dublagem de Brooklyn Nine-Nine usa frase política e revolta fãs

Personagem usa frase da campanha presidencial, criador da série critica e emissora diz que haverá correção

João Abbade Publicado por João Abbade
Dublagem de Brooklyn Nine-Nine usa frase política e revolta fãs

O canal de TV fechada TNT exibiu um episódio da sitcom Brooklyn Nine-Nine com uma dublagem fazendo alusão a várias frases e referências ao Presidente Jair Bolsonaro. A tradução do mais recente episódio transmitido pela emissora coloca o personagem Boyle (Joe Lo Truglio) para falar “Melhor Jair se acostumando” e usa, por diversas versas, o termo “Minion“. O caso foi exposto na internet no final de semana e gerou revolta em meio a fãs da série.

As críticas à tradução foram justificadas por não existir referência política no texto original e essas frases fora de lugar pintarem o policial Boyle como um apoiador do presidente Jair Bolsonaro — algo que descaracterizaria o personagem.

No texto em inglês, o personagem usa a palavra “tramp” — que traduzida significa ‘vagabundo’, mas pode ter trazido problemas por soar como “Trump” no momento da fala. Apesar da provável confusão com a sonoridade do sobrenome, nem TNT, nem o estúdio de dublagem explicaram a escolha de palavras para traduzir o trecho.

Confira a versão original e a dublagem abaixo:

O imbróglio com a dublagem brasileira foi espalhado no Twitter por fãs da série e chegou até ao criador da sitcom, Dan Goor. Inicialmente, o showrunner e roteirista de Brooklyn Nine-Nine ficou incrédulo com a informação e respondeu a publicação dizendo: “O que?!?! Isso é real?”. Menos de trinta minutos depois, Goor publicou no seu Twitter que a equipe internacional da série estava tentando resolver o impasse.

Depois do problema ganhar atenção nas redes, o canal TNT se posicionou no Twitter — pedindo desculpas e se comprometendo a corrigir e redublar o episódio para futuras transmissões. “Pedimos desculpas pela dublagem em que as falas do personagem Boyle tomaram uma direção diferentes da versão original”, explicou o tuíte oficial. O caso mostrou falhas no sistema de revisão de dublagens do canal — que se comprometeu a “reforçar o controle de qualidade das dublagens dos conteúdos exibidos” e trazer adaptações mais próximas do texto original.

Confira as declarações completas abaixo:

Não é a primeira vez

Essa não é a primeira vez que dublagens brasileiras enfrentam críticas após incluir referências políticas inexistentes no texto original. No fim de 2018, a dublagem de Doctor Who usada pelo serviço de streaming Crackle gerou críticas com falas citando Bolsonaro, Guilherme Boulos, Palmirinha e Silvio Santos.

Apesar da TNT ainda estar transmitindo a quinta temporada, Brooklyn Nine-Nine já está no seu sexto ano nos Estados Unidos. A nova temporada de Brooklyn Nine-Nine já está sendo exibida e terá 18 episódios inéditos. Para o novo ano da série, o elenco sofreu algumas perdas, como a atriz Chelsea Peretti, que interpreta a secretária Gina, e deixou a sitcom após alguns episódios da nova temporada.

O elenco regular de Nine-Nine conta com Andy Samberg (Jake), Terry Crews (Terry), Andre Braugher (Holt), Stephanie Beatriz (Rosa), Melissa Fumero (Amy), Joe Lo Truglio (Boyle),  Dirk Blocker (Hitchcock) e Joel McKinnon Miller (Scully).

As quatro primeiras temporadas de Brooklyn Nine-Nine estão disponíveis na Netflix. A série também é transmitida oficialmente no Brasil pelo canal de TV por assinatura TNT.