Doctor Who tem que ter sempre uma companheira mulher, diz Steven Moffat

O showrunner vai deixar a série no fim da décima temporada

João Abbade Publicado por João Abbade
Doctor Who tem que ter sempre uma companheira mulher, diz Steven Moffat

Steven Moffat já é o showrunner de Doctor Who há algum tempo e durante sua estadia ele fez episódios incríveis e desenvolveu personagens de forma esplendorosa. No tempo em que comandou a série, Moffat, trabalhou em grande maioria com companheiras do Doutor — tivemos Amy, Clara e agora por último teremos Pearl.

O escritor e roteirista vai deixar a série após a décima temporada e há rumores de que Pearl e Capaldi também darão adeus. Contudo, Moffat acha que o posto de companion deve ser sempre ocupado por uma mulher. Em uma entrevista à Doctor Who Magazine ele disse que a ficção cientifica em geral é notoriamente masculina:

A ficção científica é notoriamente masculina. Você pode dizer isso porque todos sempre usam uniformes e marcham em torno de falar sobre as regras e mais regras… Mas eu sempre senti que Doctor Who tinha uma parte feminina mais forte. Essa série é muito mais sobre compaixão, excentricidade, sabedoria do que sobre violência. E a partir desse ponto de vista é importante que o personagem principal, o melhor amigo do Doutor, seja do sexo feminino. Alguém vai falar agora que é série se chama Doctor Who e não Clara (ou Rose ou qualquer outra coisa), mas escute, a série também não se chama O Doutor, ela é chamada Doctor Who – então a série não é sobre o Doutor é sobre quem faz essa pergunta.

Moffat também ressaltou que Doctor Who tem apelo enorme para meninos e meninas e eles se identificam e precisam se identificar com os personagens, como alguém que eles almejam e querem ser.

Doctor Who nunca foi sobre o Doutor, ele pode ter as melhores frases, e os grandes momentos, mas a série sempre será sobre a história dos companions.