Grupo #DisneyMustPay apoia Scarlett Johansson em processo contra a Disney

Coletivo formado em abril deste ano busca que estúdio pague os direitos acordados com os artistas

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
Grupo #DisneyMustPay apoia Scarlett Johansson em processo contra a Disney

O processo movido por Scarlett Johansson contra a Disney ganhou o apoio do #DisneyMustPay, um grupo formado em abril deste ano, que reinvindica o pagamento de direitos autorais de quadrinhos e novelizações de franquias como Star Wars, Alien e mais.

Em um documento divulgado no Twitter da Science Fiction and Fantasy Writers of America (Escritores de Ficção Científica e Fantasia da América, em tradução livre), o grupo pede que a empresa “respeite o trabalho artístico e profissional de Scarlett Johansson no filme Viúva Negra. A forma de fazer isso é pagando a Sra. Johansson devidamente, sem usar manobras jurídicas antiéticas para evitar o pagamento”.

Entre os nomes que fazem parte do grupo estão Neil Gaiman, Lee Goldberg, Chuck Wendig e Tess Gerritsen. A força-tarefa foi formada após Alan Dean Foster reivindicar o pagamento das novelizações que escreveu de Star Wars e Alien. Desde então, o coletivo tem unido outros nomes com processos contra o estúdio, e agora mostrou apoio à atriz de Vingadores.

“O #DisneyMustPay trabalha para garantir que os contratos de todos os criadores sejam honrados. Isso inclui roteiristas, atores, ilustradores e outros artistas. A Disney tem um padrão de comportamento que faz os criadores terem obstáculos desnecessários e tediosos para receber os pagamentos acordados. Eles continuam encontrando novas formas de não pagar as pessoas por sua criatividade e não honrar seus contratos”.

Johansson entrou com processo contra o estúdio após o lançamento do longa solo da personagem também no Disney+ via Premier Access. A atriz afirma que teve seus ganhos prejudicados pela estratégia, já que parte do pagamento era ligado diretamente à bilheteria do filme.

A Disney emitiu uma primeira declaração sobre o caso pedindo um acordo sigiloso, mas o advogado da atriz considerou a declaração “misógina”.

Atualmente Viúva Negra está no catálogo geral do Disney+ e ainda é exibido em alguns cinemas do país.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1