Diretor de The Last of Us Part II quer que o jogador se sinta como o vilão da história

Neil Druckmann falou sobre a violência presente no game

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Diretor de The Last of Us Part II quer que o jogador se sinta como o vilão da história

Neil Druckmann, o diretor de The Last of Us Part II, revelou que parte da história do novo game foi inspirada em um caso de linchamento real, visto por ele em um vídeo. Além disso, Druckmann também comentou que deseja que o jogador se sinta como o vilão da história.

Em recente entrevista à GQ, o criador explicou que o trauma pessoal de assistir a um ato violento, o inspirou para o jogo.

Não quero entrar em detalhes sobre isso, mas eu vi um vídeo de um linchamento quando eu era mais jovem. […] Era real… como algo do noticiário. E, então, veio um sentimento de intenso ódio pelas pessoas que cometeram o linchamento e eu pensei ‘ah, cara, se eu pudesse machucar essas pessoas de maneiras horríveis, eu o faria.

Assim, Druckmann acredita que o tema da violência e vingança, presente na história da protagonista Ellie, façam com que o jogador entenda chegue até mesmo a sentir empatia pelo antagonista.

Podemos fazer você experienciar essa sede de vingança. Essa sede por retribuição e fazê-lo cometer atos para consegui-la e, então, mostrar o outro lado, para fazer você se arrepender. Para fazer você se sentir sujo por tudo o que fez no game, o que faz você perceber ‘eu sou o verdadeiro vilão da história’.

The Last of Us Part II será lançado no dia 19 de junho para PlayStation 4. Confira as nossas primeiras impressões (clique aqui).