Diretor de Death Note disse que mudanças não alteraram o núcleo da história

Death Note estreia em 25 de agosto.

Andreia Duboc Pazos Publicado por Andreia Duboc Pazos
Diretor de Death Note disse que mudanças não alteraram o núcleo da história

Adam Wingard se esforçou muito para fazer o que ele considera como a primeira boa adaptação americana de um anime com o filme de Death Note, e ele falou sobre isso durante o painel do filme na San Diego Comic-Con 2017.

O diretor falou sobre a recepção ruim a algumas adaptações mais recentes, como Ghost in the Shell, e afirmou que não podia deixar a oportunidade passar. “É exatamente por isso que você sente vontade de pegar um projeto assim. É porque não tiveram muitas [adaptações] boas. Especificamente, Death Note é algo que já foi adaptado antes. E então, para nós, eu senti como se fosse uma boa oportunidade para pegar algo que já foi feito fielmente no passado e dar a nossa cara para isso”.

A versão da Netflix e do anime estão bem diferentes, mas Wingard afirma que o coração é o mesmo.

Para mim, se tornou algo sobre o significado desses temas para a América moderna, e como isso afeta o jeito que contamos a história. No fim das contas, a perseguição de gato e rato entre Light e L, os temas de bem, mal, e o que fica no meio. Essas coisas são o núcleo de Death Note, e foi isso que nós buscamos.

Death Note estreia em 25 de agosto.