Criadores de Stranger Things estão sendo processados por plágio de novo

Empresa alega que irmãos Duffer copiaram as ideias do roteiro de um filme chamado Totem

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Criadores de Stranger Things estão sendo processados por plágio de novo

A Netflix e os irmãos Duffer estão sendo processados por plágio de Stranger Things — de novo.

Dessa vez, o processo vem da Irish Rover Entertainment, que alega que a série copiou “história, sequência, personagens, tema, diálogos, tom e ambientação, além de artes conceituais protegidas por direitos autorais” de um filme chamado Totem, escrito por Jeffrey Kennedy.

A possível ponte entre os projetos é um dos artistas conceituais da série da Netflix chamado Aaron Sims, que alegadamente trabalhou com Kennedy em Totem. 

Um porta-voz do serviço de streaming negou a acusação ao The Wrap:

O sr. Kennedy está fomentando essas teorias da conspiração há anos, ainda que a Netflix tenha explicado repetidamente que os irmãos Duffer nunca ouviram falar sobre ele ou seu roteiro não-publicado até ele começar a ameaçá-los com um processo. Depois que nós negamos sua exigência de pagamento, ele deu início a esse processo sem fundamentos. Há muitas pessoas que gostariam de ser creditadas por criar Stranger Things. Mas a verdade é que a série foi concebida de forma independente pelos irmãos Duffer, e é um resultado de sua criatividade e trabalho duro.

Essa não é a primeira vez que a série é acusada de plágio. Em abril de 2019, outro roteirista acusou a dupla de ter roubado sua ideia (leia mais).

O quarto ano de Stranger Things deve retomar a produção em 17 de setembro – relembre aqui.

As três primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix. A quarta temporada segue sem previsão de estreia.

Mais notícias