Conheça os vencedores do Oscar 2011!

Bem vindos ao tapete vermelho, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de 2011, no Kodak Theatre. Nessa noite de celebração ao cinema, saiba aqui no Jovem Nerd quem ganhou e foi desbancado na noite de 27 de fevereiro em vinte e quatro premiações. Pois bem, reclinem-se e relaxem. Vamos à festa? Na introdução, Anne Hathaway e James […]

Conheça os vencedores do Oscar 2011!

Bem vindos ao tapete vermelho, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de 2011, no Kodak Theatre. Nessa noite de celebração ao cinema, saiba aqui no Jovem Nerd quem ganhou e foi desbancado na noite de 27 de fevereiro em vinte e quatro premiações.

Pois bem, reclinem-se e relaxem. Vamos à festa?

Na introdução, Anne Hathaway e James Franco, numa verdadeira viagem dos sonhos (uma menção ao filme A Origem), tiram sarro dos principais concorrente da 83ª terceira entrega dos Oscars. Depois de um brincadeirinha rápida de Hathaway sobre “lésbicas… dançarinas lésbicas” (referência à Mila Kunis e Natalie Portman numa cena de Cisne Negro), Tom Hanks apresenta Direção de ArteMelhor Fotografia.

Kirk Douglas, a lenda viva do cinema, é ovacionado e apresenta Melhor Atriz Coadjuvante. Ele brinca e flerta com a apresentadora. E o astro deixa todos em nervos e risadas pois protela o nome da vencedora, e diz que nunca esquecerá aquele momento. E olha a quebra de paradigmas, ao vermos a ganhadora Melissa Leo (de O Vencedor) soltar um “so fucking easy”, meio que ‘sem querer querendo’ numa premiação mega conservadora como o Oscar .

Justin Timberlake e Mila Kunis vêm em seguida, para Melhor Curta-Metragem de Animação, e The Lost Thing leva a estatueta. Depois, é a vez do Melhor Longa-Metragem de Animação que, sem surpresas, é Toy Story 3.

Melhor Roteiro Adaptado tem Javier Barden e Josh Brolin, astros de Onde Os Fracos Não Têm Vez. A Rede Social, filme que conta a história do Facebook, abocanha. E depois, vem Melhor Roteiro Original, e Discurso do Rei ganha sua primeira vitória da noite..

Helen Mirren (a Rainha em pessoa) e Russel Brand apresentam Melhor Filme Estrangeiro, num tom jocoso e engraçado, obviamente por parte de Russel. Ganha o favorito Em Um Mundo Melhor.

A bela Reese Witherspoon apresenta Melhor Ator Coadjuvante. E a dúvida era quem ia levar a melhor, se Christian Bale ou Geoffrey Rush. E o barbudão Bale é quem sai vitorioso, e muitíssimo bem aplaudido com um discurso de belos agradecimentos, por sua atuação em O Vencedor.

Hugh Jackman e Nicole Kidman entram falando sobre a evolução do cinema, que começou mudo, e logo a combinação do som com as imagens coloridas, perpetuando a magia do cinema. Uma orquestra sinfônica com o temas memoráveis da telona (Star Wars logo no começo, para o delírio dos nerds), comandadas por Bill Ross evidencia essa mágica cinematográfica. Kidman anuncia que A Rede Social ganha por Melhor Trilha Sonora Original.

Scarlett Johansson e Matthew McConaughey entram para entregar, em dobradinha, para A Origem os prêmios de Melhor Mixagem de SomEdição de Som.

Kate Blanchett apresenta Melhor Maquiagem. E o Oscar foi para O Lobisomem, e quem sobe para receber a estatueta é Rick Baker, figurinha carimbada na área que ganhou. Em seguida, Melhor Figurino vai para Alice no País das Maravilhas.

O talentosíssimo ator Kevin Spacey canta a trilha sonora favorita dele, e brinca se apresentando como George Clooney! Randy Newman, com sua voz inconfundível canta a trilha de Toy Story 3, We Belong Together.

Não demora para ouvirmos Mandy Moore e Zachary Levi num dueto. (E não é que o Chuck além de dar uns pegas na Sarah sabe cantar também?).

O coração dos brasileiros começa a bater mais forte na apresentação de Melhor Documentário, quando Amy Adams e Jake Gyllenhaal apresentam. Mas em vez disso, vem a premiação de Curta-Metragem, que vai para Strangers No More.

Depois, Curta-Metragem Com Conteúdo Dramático, que vai para God of Love, e a figuraça Luke Matheny sobe para discursar. Não demora muito, e Franco, num espírito meio que MTV Movie Awards, apresenta um pseudo-musical entre os filmes deste ano, e as coisas ficam hilárias por causa da franquia Crepúsculo!

Oprah Winfrey, a grande apresentadora norte-americana, entra muito aplaudida e finalmente apresenta Melhor Documentário! Mas os corações brasileiros ficam um pouco entristecidos, já que Inside Job é quem recebe o prêmio, obra que fala sobre os responsáveis de crise financeira.

Billy Cristal, como sempre, é o cara que rouba as atenções pela comicidade ao tirar sarro e fazer piadas sobre atores. Relembrado uma apresentação antiga, Jude Law e Robert Downey Jr. são anunciados. Depois de um rápido momento de vergonha alheia, a dupla de Sherlock Holmes apresenta Efeitos Visuais, e A Origem leva mais esse. Melhor Edição fica para Rede Social.

Jennifer Hudson, de grande impacto visual, apresenta Melhor Canção Original (depois de Gwyneth Paltrow cantar com o microfone da Xuxa!). E quem leva é Randy Newton com We Belong Together.

Celine Dion canta Smile, de Charlie Chaplin, numa homenagem in memorian de pessoas ligadas ao cinema, nas suas mais diversas áreas. Halle Berry fala sobre Lena Horne, a primeira atriz da MGM.

Hilary Swank foi abre-alas para Kathryn Bigelow, que anuncia Melhor DiretorTom Hooper, por Discurso do Rei, é o agraciado!

Os momentos finais vão se aproximando… E Jeff Bridges indica o prêmio de Melhor Atriz, discursando sobre cada concorrente com cenas de cada uma. E o Oscar foi para o “talento do ano”, Natalie Portman por Cisne Negro, considerado por muitos como a grande interpretação da carreira dela.

Sandra Bullock, vencedora de melhor atriz em 2010, sobe e indica Melhor Ator, e claro, fazendo piadas e inspirando com seus discursos. E Colin Firth chega ao topo da carreira com Discurso do Rei, o que já era de se esperar pelas premiações anteriores. Visivelmente emocionado, o ator agradece.

O momento final chega: Melhor FilmeSteven Spielberg, o mestre em fazer sonhos se tornarem realidade, anuncia o maior prêmio da noite. É anunciado os dez melhores filmes do ano numa compilação das cenas mais emocionantes em uma narração em off de Colin Firth em O Discurso do Rei.

E rufem os tambores, já que o Oscar 2011 de Melhor Filme vai para… O DISCURSO DO REI!

A noite encerra com o coral da clássica canção Somewhere Over The Rainbow de O Mágico de Oz, de Jude Garland, com todos os vencedores subindo e se despedindo!

E assim foi a noite. E que comece as discussões sobre quais deveriam ter ganho, ou não, na opinião de vocês, caros leitores nerds. Confira a lista com os concorrentes:

Melhor Filme

  • Cisne Negro
  • O Vencedor
  • A Origem
  • Minhas Mães e Meu Pai
  • O Discurso do Rei
  • A Rede Social
  • Toy Story 3
  • Bravura Indômita
  • Inverno da Alma
  • 127 Horas

Melhor Direção

  • Cisne Negro, Darren Aronofsky
  • O Vencedor, David O. Russell
  • O Discurso do Rei, Tom Hooper
  • A Rede Social, David Fincher
  • Bravura Indômita, Joel Coen and Ethan Coen

Melhor Ator

  • Javier Bardem em Biutiful
  • Jeff Bridges em Bravura Indômita
  • Jesse Eisenberg em A Rede Social
  • Colin Firth em O Discurso do Rei
  • James Franco em 127 Horas

Melhor Atriz

  • Annette Bening em Minhas Mães e Meu Pai
  • Nicole Kidman em Reencontrando a Felicidade
  • Jennifer Lawrence em Inverno da Alma
  • Natalie Portman em Cisne Negro
  • Michelle Williams em Namorados para Sempre

Melhor Ator Coadjuvante

  • Christian Bale em O Vencedor
  • John Hawkes em Inverno da Alma
  • Jeremy Renner em The Town
  • Mark Ruffalo em Minhas Mães e Meu Pai
  • Geoffrey Rush em O Discurso do Rei

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Amy Adams em O Vencedor
  • Helena Bonham Carter em O Discurso do Rei
  • Melissa Leo em O Vencedor
  • Hailee Steinfeld em Bravura Indômita
  • Jacki Weaver em Reino Animal

Melhor Roteiro Original

  • Another Year
  • O Vencedor
  • A Origem
  • Minhas Mães e Meu Pai
  • O Discurso do Rei

Melhor Roteiro Adaptado

  • 127 Horas
  • A Rede Social
  • Toy Story 3
  • Bravura Indômita
  • Inverno da Alma

Melhor Animação

  • Como Treinar seu Dragão
  • O Ilusionista
  • Toy Story 3

Melhor Filme Estrangeiro

  • Biutiful, Mexico
  • Dogtooth, Greece
  • In a Better World, Denmark
  • Incendies, Canada
  • Outside the Law (Hors-la-loi), Algeria

Melhor Documentário

  • Exit through the Gift Shop, Banksy and Jaimie D’Cruz
  • Gasland, Josh Fox and Trish Adlesic
  • Inside Job, Charles Ferguson e Audrey Marrs
  • Restrepo, Tim Hetherington and Sebastian Junger
  • Lixo Extraordinário, Lucy Walker and Angus Aynsley

Melhor Direção de Arte

  • Alice no País das Maravilhas
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1
  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • Bravura Indômita

Melhor Fotografia »

  • Cisne Negro
  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • A Rede Social
  • Bravura Indômita

Melhor Figurino

  • Alice no País das Maravilhas
  • I Am Love
  • O Discurso do Rei
  • A Tempestade
  • Bravura Indômita

Melhor Edição

  • Cisne Negro
  • O Vencedor
  • O Discurso do Rei
  • 127 Horas
  • A Rede Social

Melhor Trilha Sonora

  • Como Treinar seu Dragão
  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • 127 Horas
  • A Rede Social

Melhor Canção

  • Coming Home de Country Strong
  • I See the Light de Enrolados
  • If I Rise de 127 Horas
  • We Belong Together de Toy Story 3

Melhor Maquiagem

  • Minha Versão para o Amor
  • Caminho da Liberdade
  • O Lobisomem

Melhores Efeitos Visuais

  • Alice no País das Maravilhas
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1
  • Além da Vida
  • A Origem
  • Homem de Ferro 2

Melhor Som

  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • Salt
  • A Rede Social
  • Bravura Indômita

Melhor Edição de Som

  • A Origem
  • Toy Story 3
  • Tron: O Legado
  • Bravura Indômita
  • Unstoppable

Melhor Curta Metragem

  • The Confession
  • The Crush
  • God of Love
  • Na Wewe
  • Wish 143

Melhor Curta de Animação

  • Dia & Noite
  • The Gruffalo
  • Let’s Pollute
  • The Lost Thing
  • Madagascar, carnet de voyage (Madagascar, a Journey Diary)

Melhor Documentário em Curta-Metragem »

  • Killing in the Name
  • Poster Girl
  • Strangers No More
  • Sun Come Up
  • The Warriors of Qiugang

[ATUALIZAÇÃO]: Confira a abertura do Oscar!

Via CinemaBlend


Efraim Fernandes
Efraim Fernandes já discursou de toalha várias vezes na frente do espelho do banheiro o prêmio do Oscar.

.