Conheça detalhes da cinebiografia de Freddie Mercury

Há algumas semanas, surgiu o rumor de que Sacha Baron Cohen estava sendo cotado para interpretar um dos maiores vocalistas e músicos que já existiu em sua cinebiografia: Freddie Mercury. A confusão foi grande, já que ninguém sabia se ficava feliz pela aparência similar entre os dois ou se ficava incrivelmente com nojo, já que […]

Stephan Martins Publicado por Stephan Martins
Conheça detalhes da cinebiografia de Freddie Mercury

Há algumas semanas, surgiu o rumor de que Sacha Baron Cohen estava sendo cotado para interpretar um dos maiores vocalistas e músicos que já existiu em sua cinebiografia: Freddie Mercury. A confusão foi grande, já que ninguém sabia se ficava feliz pela aparência similar entre os dois ou se ficava incrivelmente com nojo, já que a atuação de Sacha Baron Cohen não passou de personagens escrachados em comédias diferentes — Borat e Brüno.

Mas de acordo com o roteirista responsável pela cinebiografia, não só SBC está cotado para o papel, como toda a idéia do filme foi dele. Peter Morgan, também roteirista dos filmes indicados ao Oscar Frost/Nixon e A Rainha, conta como foi:

“Sacha foi o cara que me pediu para escreve-lo. Foi ele quem me sugeriu.”

Quando perguntado se ele iria focar na vida de Mercury convivendo com a doença que eventualmente tirou sua vida em 1991, ele deu uma negativa, e explicou:

“Eu não queria escrever um filme sobre AIDS, para ser bem honesto. E então, eu vi a época em que se passa — é exatamente quando ele [Freddie Mercury] rejeita os outros membros do Queen, e volta para eles. É tipo um filme de família. É tipo quando se pensa ‘Eu odeio minha família, quero ser independente’, para depois voltar.”

Os outros membros da banda Brian May (guitarrista), Roger Taylor (baterista) e John Deacon (baixista) entraram no projeto como produtores. No entanto, o objetivo de Morgan não é mostrar só as alegrias do relacionamento entre os membros da banda, e que pode acabar pegando pesado na recriação da história:

“Eu não sei o quanto eles vão gostar do que eu escrever. Acho que eles vão reconhecer toda a verdade nisso, mas é uma série de memórias dolorosas para eles. Eu estou essencialmente escrevendo sobre a época mais dolorosa da existência deles, do Queen.”

Como nem todos conhecem toda a história da banda, o período qual Morgan se refere é o que culmina com o sensacional show de 1985 no Live Aid, quando a banda parou de fazer turnês durante um bom tempo antes de serem alvos de críticas, por tocarem na África do Sul quando o Apartheid ainda estava no poder.

Não se sabe se Sacha Baron Cohen irá tentar cantar com sua própria voz as músicas (como Joaquin Phoenix interpretando Johnny Cash em Johnny & June), se apenas dublará o playback, ou se fará um pouco dos dois (como Jamie Foxx interpretando Ray Charles em Ray, em que no começo do filme utilizou sua voz e depois deixou o som original de Ray Charles rolar). De qualquer forma, Cohen parece mais perfeito para o papel do que todos pensávamos. O projeto deve começar suas filmagens em 2011 para ser lançado em 2012.

Via CinemaBlend


Stephan Martins
Stephan Martins está escutando Princes of the Universe nesse momento.

.