Comediantes negros que fazem o brasileiro rir (e olha que 2020 não facilita)

Nos palcos, no YouTube, nas redes sociais: se você ainda não os conhece, já passou da hora

Pedro Duarte Publicado por Pedro Duarte
Comediantes negros que fazem o brasileiro rir (e olha que 2020 não facilita) João Pimenta (Foto: Florian Boccia)

Fazer humor é uma arte que exige talento e, como tudo na vida, também precisa de muito trabalho. Lapidar as piadas no palco, entender o que funciona nas redes sociais (e aí entra também “agradar” o algoritmo ), enfrentar a timidez e também algumas adversidades. Vale destacar que, em um país tão desigual quanto o nosso, as “adversidades” são diferentes de acordo com a cor da pessoa.

Abaixo, destacamos alguns (entre muitos) comediantes negros fazem o Brasil rir nos palcos, na internet e na TV.

João Pimenta

João é de Pojuca, interior da Bahia, e mora em Salvador. Trabalha como roteirista e comediante há cerca de dez anos. Atualmente, tem o quadro Cozinha com Pimenta, no Porta dos Fundos, que teve origem no Instagram, o Larica do Ódio: receitas práticas passadas na base do ódio.

No YouTube, Pimenta também faz redublagens, gameplays e criações originais com personagens nerds, além de publicar trechos de seus shows de stand-up.

Aprenda a fazer um purê de batata com qualidade:

Niny Magalhães

A comediante brasiliense começou se apresentando em bares, aproveitando os espaços de humoristas mais experientes. No palco, fala sobre sua vida como mãe solteira de três adolescentes — e tudo o que envolve a vida de uma mulher solteira a partir disso.

Você acompanha Magalhães no Instagram e também YouTube (ela publicou vídeo recentemente, no qual testa algumas piadas). Além disso, recentemente ela voltou a se apresentar no Comedy Central. Abaixo, o vídeo da participação dela de 2019 (usando argolas enormes porque sim):

Jhonatan Marques

Paulistano, morador do bairro Cidade de Tiradentes, tem uma história de batalha dentro do humor: por morar distante do centro da cidade, teve que escolher entre oportunidades de estudar, trabalhar e ajudar dentro de casa. “Corra atrás do seu sonho custe o que custar. Quem nunca ouviu isso?” (…) Moro eu e minha mãe. Não posso largar tudo e correr atrás do meu sonho, se eu cair no buraco, cai todo mundo comigo”, disse Marques à Agência Mural (leia a entrevista completa aqui).

Este ano, investiu em produzir conteúdo para o Instagram e enviou roteiros como freelancer, até que foi contratado como roteirista do Porta dos Fundos.

Esse é meu vídeo favorito do Instagram de Jhonatan:

Jhordan Matheus

Jordhan, ou “o Rasta”, é de Salvador, mas, há cerca de um ano, se mudou para São Paulo para investir de vez na carreira de comediante. Desde então (e com a flexibilização da pandemia), ele tem postado regularmente em seu canal no YouTube, que não para de crescer, e viajado pelo país. Lançado há três semanas, seu vídeo (hilário) “Rita, Volta Desgramada”, que fala sobre a música do compositor Tierry, já passa de um milhão de visualizações.

Você acompanha Jhordan também no Instagram. Assista à esse clássico abaixo:

Bruna Braga

Bruna trabalha com comédia desde 2016. Em 2019, participou do Comedy Central: Stand Up, do canal Comedy Central. Atualmente, trabalha como produtora de conteúdo, roteirista (além dos shows). Paulista, foi criada na periferia de Osasco, e trabalhou com muitas coisas antes de poder se dedicar totalmente à comédia.

Nos shows, fala de sua vida: de seu relacionamento com a mãe, transtornos alimentares e seus relacionamentos.

Bruna Braga no palco do Comedy Central (foto: reprodução Instagram)

Você acompanha o trabalho de Bruna no Instagram. “Acho que o mundo já está cheio de gente fingindo ser o que não é, e isso é um desserviço. Eu acho mais graça em quem se veste de si e grita pro mundo. Só evoluímos quando nos assumimos. E tem funcionado muito dessa forma”, conta Bruna ao Todos Negros do Mundo (você confere a entrevista completa aqui)

Muito mais do que cinco

Impossível não citar Yuri Marçal, Hélio de la Peña, Tia Má, Matheus Buente, Kedny Silva, Yas Fiorelo, Tiago Banha, Michele Machado, Felipe Kot, Paulo Vieira, entre muitos outros. Vale dar uma olhadinha no YouTube, no Instagram, e conhecer o trabalho (se ainda não conhece) de diferentes gerações de humoristas que mostram o Brasil sob uma perspectiva única. Alguns nomes tratam mais de política, sociedade, relacionamentos (sem tabus), histórias da quebrada, mas não importa; a ideia é fazer rir (e estamos precisando!)