Cientistas codificaram livro de O Mágico de Oz em sequências de DNA

Tecnologia pode ser utilizada para armazenar dados por longos períodos

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Cientistas codificaram livro de O Mágico de Oz em sequências de DNA

Cientistas de Harvard conseguiram transformar todo o livro O Maravilhoso Mágico de Oz, que deu origem ao filme clássico de 1939, em sequências de DNA.

É possível ler a obra completa usando um sequenciador de DNA usando o algoritmo desenvolvido pela equipe, que traduz as informações em uma versão digital no livro.

Um dos cientistas que colaborou com o projeto, Stephen Jones, explica o processo em entrevista ao Digital Trends:

Enviamos a informação para o programa, que entrega um monte de sequências de DNA, feitas de A, C, G e Ts. Cada sequência é utilizada para fazer pedaços de DNA de verdade. Esses pedaços podem ser guardados mesmo em condições ruins por milhares ou até milhões de anos, como o que vimos com sequenciamento de DNA de dinossauros. […] Então, basic amente, os zeros e uns do computador são transformados em As, Cs, Gs e Ts de DNA para armazenamento, e então o processo é revertido quando você estiver pronto para ler.

Apesar da conversão em si não ser novidade, é comum que partes do DNA sejam acidentalmente deletadas ou adicionadas durante a codificação. O novo algoritmo desenvolvido pelos cientistas leva em consideração essas partes que podem ter sido perdidas, além de poder ser mais forte quando houverem informações importantes e evitar sequências que podem causar problemas, como a repetição de uma das letras. Após todo o processo, as informações são encriptadas.

Jones explica que o armazenamento pode ser útil em situações como guardar dados antigos que não sejam usados com frequência, citando que transformar tudo em DNA pode economizar um bom dinheiro só de não terem que pagar a manutenção de servidores de dados.

Você pode ler um documento que descreve o trabalho em detalhes, em inglês, clicando aqui.