CD Projekt Red quer “mudar a indústria de jogos”, segundo Patrick Mills

"Nós somos rebeldes"

Marina Val Publicado por Marina Val
CD Projekt Red quer

Ainda vai demorar para que possamos jogar Cyberpunk 2077, mas de acordo com uma entrevista recente da revista EDGE (via ComicBook) com Patrick Mills, designer de missões da CD Projekt Red, o jogo pode revolucionar alguns aspectos da indústria de jogos. Segundo ele:

Uma das coisas sobre essa empresa é que nós sempre tentamos mostrar para a indústria de jogos como fazer as coisas. Nós queremos mudar a indústria de jogos. Nós queremos dizer “Nós podemos fazer as coisas de maneira diferente, nós não temos que fazer dessa maneira.” Está em nosso lema: “Nós somos rebeldes,” certo?

Mills também explicou que o estúdio não tem medo de abordar certos assuntos na narrativa:

Quando você vê outros estúdios dizendo “Oh, não tem nada político aqui”, nós dizemos, “É, tem sim.” Não é necessariamente o que você está esperando, e nós não vamos avisar exatamente o que vamos dizer – cabe a você decidir quando jogar. Mas Cyberpunk é relevante aos dias atuais, extremamente. Fingir que não é? Fala sério. Mike [Pondsmith] não permitiria isso. Mike surtaria se a gente tentasse dizer “Isso é só sobre cortes de cabelo legais e armas maneiras, só isso”.

Se você quiser saber mais sobre Cyberpunk 2077 e sua relação com o RPG de Mike Pondsmith, nós reunimos tudo o que sabemos até agora sobre o jogo!

O jogo será um RPG de mundo aberto com elementos de FPS (visão em primeira pessoa, principalmente) e, claro, muito em foco na narrativa, algo já tradicional da desenvolvedora polonesa. Nós assistimos ao primeiro gameplay em sessão fechada para a imprensa. E você pode conferir tudo o que já sabemos sobre o título e todas as classes jogáveis que vão influenciar seu personagem.

Cyberpunk 2077 foi anunciado em 2012 e, em uma entrevista antiga, a CD Projekt RED prometeu lançar o jogo antes do fim de 2019.