Jovem Nerd - Notícias sobre filmes, séries, HQs, games, animes, ciência, tecnologia e humor, porque rir não faz mal a ninguém!

Conheça o Cavaleiro da Lua, herói da Marvel que vai ganhar série no Disney Plus

Mais do que “Batman da Marvel”, vigilante tem uma das histórias mais ricas (e confusas) das HQs

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Conheça o Cavaleiro da Lua, herói da Marvel que vai ganhar série no Disney Plus

Um dos heróis mais queridos da Marvel nas HQs, o Cavaleiro da Lua vai ganhar uma série para chamar de sua. Após muito mistério, a produção do Disney+ ganhará seu primeiro trailer nesta segunda-feira (17).

A prévia vai apresentar o protagonista Marc Spector (Oscar Isaac). Chamado por muitos de “Batman da Marvel”, o personagem tem uma das trajetórias mais ricas e confusas das HQs, então reunimos abaixo tudo o que você precisa saber sobre o novo vigilante do Universo Cinematográfico da Marvel.

O Cavaleiro da Lua fez sua estreia como vilão do Lobisomem na clássica revista Werewolf By Night. Em uma história de duas partes ele é apresentado como Mark Spector, um mercenário contratado para caçar a criatura para a maligna organização conhecida como Comitê. Para garantir o triunfo do combatente, os vilões deram a ele um traje braco como a Lua e com apetrechos feitos de prata, metal capaz de ferir o licantropo. Acontece que durante a caçada, Mark percebe que o Lobisomem na verdade é a vítima na situação e ajuda o monstro a derrotar o Comitê.

O curioso dessa primeira história, criado por Doug Moench, Don Perlin e Al Milgrom, é que Spector estava pouco interessado em ser um vigilante. Além de usar uma roupa feita por terceiros, ele chega a dizer que Cavaleiro da Lua é um “nome idiota”. Porém, a popularidade do personagem entre os leitores e os quadrinistas fez com que ele retornasse ao Universo Marvel mais vezes.

Capa de Werewolf By Night #32, HQ de estreia do Cavaleiro da Lua

O personagem retornou em uma curta aventura nas edições 28 e 29 da revista Marvel Spotlight, título utilizado pela editora para apresentar personagens ao público antes de dar revistas próprias para eles, como aconteceu com Motoqueiro Fantasma, Mulher-Aranha e o próprio Lobisomem. Essa história trouxe pela primeira vez o conceito de que Marc (agora com C) Spector utiliza diferentes identidades como disfarce para combater o crime, sendo elas o empresário bilionário Steven Grant e o taxista Jake Lockley.

Após breves aparições em HQs de Homem-Aranha, Hulk e Defensores, onde ganhou contornos mais heroicos e menos vilanescos. Após cinco anos como coadjuvante, o Cavaleiro da Lua ganhou uma revista para chamar de sua em 1980. Com o retorno de Moench e chegada do lendário artista Bill Sienkiewicz, Moon Knight promoveu uma verdadeira atualização na trajetória do personagem logo em sua primeira edição.

Capa de Moon Knight #1

O primeiro número conta que Marc Spector fazia parte do bando de Bushman, um criminoso impiedoso que invadiu uma antiga tumba de faraó em busca de tesouros. Lá chegando, o chefe mata inocentes, o que faz com que Spector se volte contra ele por não aceitar tirar vidas a troco de nada. Após uma luta feroz o protagonista leva a pior e fica à beira da morte.

Dias depois de vagar pelo deserto, ele acaba chegando à tumba de Khonshu, um deus egípcio da Lua conhecido como “executor da vingança”. Lá ele morre e é ressuscitado pela própria entidade, que dá a ele a missão de punir os malfeitores. Após se vingar de Bushman e seus homens, ele traz essa missão para as ruas de Manhattan, onde passa a agir como o místico Cavaleiro da Lua com a ajuda do mercenário Francês e Marlene Alraune, filha do arqueólogo assassinado por Bushman após descobrir a tumba.

As múltiplas personalidades do Cavaleiro da Lua

Desde que ganhou uma revista própria, o Cavaleiro da Lua continua ganhar mais espaço e complexidade dentro do Universo Marvel. Com o tempo, foi estabelecido que Steven Grant e Jake Lockley não eram apenas disfarces, mas sim diferentes identidades de Marc Spector.

Fonte de muito trabalho para os quadrinistas, o transtorno dissociativo de identidade do personagem foi alterado e corrigido em diferentes oportunidades. Na fase escrita por Jeff Lemire com arte de Greg Smallwood, ficou definido que as duas personalidades surgiram enquanto Marc ainda era criança. Apresentados inicialmente como amigos imaginários, com o tempo eles passaram a assumir o controle e agir no lugar do jovem.

Com o tempo outras personalidades foram adicionadas, sendo a principal delas o Sr. da Lua, que até colabora com a polícia de Nova York – que age como se ele não fosse o Cavaleiro da Lua, fazendo vista grossa para o fato de ele ser um vigilante mascarado procurado por diferentes crimes.

Personalidades do Cavaleiro da Lua lutam aos pés de Khonshu

Como será no MCU?

A combinação de diferentes personalidades e ligação com divindades egípcias deu ao Cavaleiro da Lua um mar de possibilidades que foram aproveitadas de diferentes formas nas HQs. Há fases em que ele ganha poderes durante a noite, enquanto em outras ele pode contar apenas com suas habilidades e apetrechos tecnológicos. Às vezes o transtorno prejudica sua sanidade, já em outras é uma arma contra o crime.

Sendo assim, é difícil prever com total certeza o tom que a série do Disney+ deve tomar. Por outro lado, o personagem se tornou muito versátil ao se encaixar facilmente em diferentes núcleos do Universo Marvel. Sua origem como vigilante cria ligações com núcleo urbano da editora, enquanto a ligação com Khonshu o deixa livre para transitar na parte de horror – isso sem falar que ele já colaborou com diferentes versões dos Vingadores.

Para descobrir como o herói vai se encaixar no MCU, resta esperar pela estreia da produção. Sem data de estreia definida, a série terá direção do egípcio Mohamed Diab (Cairo 678), Oscar Isaac no papel principal e Ethan Hawke (Dia de Treinamento) e Gaspard Ulliel (Hannibal, a Origem do Mal) como antagonistas.

Mais notícias