Canal espanhol se recusa a exibir Dragon Ball por conta de “estereótipos sexistas”

A animação japonesa teria conteúdos que vão contra uma legislação de Valencia

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Canal espanhol se recusa a exibir Dragon Ball por conta de

O canal televisivo À Punt, um dos principais em Valencia, na Espanha, anunciou recentemente que não exibirá o anime de Dragon Ball por “ter conteúdo que encoraja discriminação de gênero por meio de estereótipos sexistas”. As informações são do site espanhol Cultur Plaza.

Segundo declaração de Alfred Costa, gerente de mídia do canal, a animação japonesa apresenta elementos que vão contra uma legislação local relacionada à presença de conteúdo sobre igualdade de gênero na programação infantil. Além disso, a emissora também teria tido problemas com alto custo de licenciamento.

A legislação citada é o Artigo 5 da Lei nº 6, implementada em 2016 pelo governo de Valencia, que defende que as redes televisivas devem “adotar, por meio de autorregulação, códigos de conduta voltados para a transmissão do princípio da igualdade, excluindo conteúdos sexistas, especialmente da programação infantil e juvenil”.

O documento ainda permite que “intervenção profissional especializada estabeleça filtros e garantias de rejeição de sexismo, com atenção especial para o que for dirigido a crianças e jovens, tanto em programas quanto em publicidade”.

Apesar da declaração de Costa apresentar justificativas, ela não cita exemplos de cenas ou elementos de Dragon Ball que apresentem tal conteúdo. E também não especifica se trata da saga original ou das séries Z, GT ou Super.