Autor de Maus revela que Marvel censurou seu texto por fazer referência a Trump

Art Spiegelman negou o pedido da editora

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Autor de Maus revela que Marvel censurou seu texto por fazer referência a Trump

Art Spiegelman, autor da graphic novel Maus, revelou para o The Guardian que a Marvel Comics censurou um trecho de um de seus textos por fazer uma referência ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O cartunista foi convidado recentemente para escrever um ensaio introdutório para o vindouro livro Marvel: The Golden Age, que relembra o início de vários heróis da editora.

O texto de Spiegelman para a obra era finalizado com a seguinte frase: “Em um mundo tão real como o de hoje, o vilão mais nefasto do Capitão América está vivo em uma América assombrada por uma Caveira Laranja”.

Segundo Spiegelman, a parte final da “Caveira Laranja” é uma referência a Trump, o que fez a Marvel Comics pedir para o cartunista retirar o trecho ou o texto não seria publicado. O autor acabou negando o pedido da editora.

De acordo com o site, o pedido partiu diretamente de Isaac Pelmutter, presidente da Marvel Entertainment, por ele ser amigo e colaborador da campanha de Donald Trump.

Maus é uma aclamada graphic novel que foi serializada entre 1980 e 1991, ganhando diversos prêmios ao redor do mundo, incluindo o Pulitzer de Literatura.